Delivery Much
INTERNACIONAL

Socialistas vencem na Espanha e ultradireita elege deputados pela 1ª vez

29 Abr 2019 - 07h20Por João Paulo Carvalho, especial para o estado

O Partido Socialista (PSOE), do atual primeiro-ministro Pedro Sánchez, venceu no domingo, 28, as eleições espanholas, mas terá de formar uma coalizão com partidos de esquerda para governar. A novidade das urnas foi o Vox, legenda de ultradireita, que elegeu 24 deputados. Assim, os extremistas terão representantes no Parlamento pela primeira vez.

O PSOE conquistou 123 cadeiras (de um total de 350) no Parlamento. O Podemos, de Pablo Iglesias, também de esquerda, obteve a 42 e deve ser um aliado natural do premiê. Juntos, eles têm 165 deputados e precisariam ainda do apoio de partidos menores para chegar à maioria de 176.

O bloco de esquerda recebeu mais votos que o de direita. Entre os conservadores, o tradicional Partido Popular (PP), de líderes históricos como José María Aznar e Mariano Rajoy, fez 66 deputados - o pior desempenho desde a redemocratização.

As outras legendas conservadoras que entraram no Parlamento foram o Ciudadanos, com 57 deputados, e os extremistas do Vox, que elegeram 24 parlamentares - os três partidos somados têm 147 cadeiras. Na noite de ontem (fim de tarde no Brasil), centenas de militantes do PSOE já se aglomeravam em frente à sede do partido, na Rua Ferraz, no centro de Madri, para celebrar a vitória. O clima no local era de festa. "É o começo de uma nova Espanha. Apesar de dependermos de uma negociação para sermos maioria, precisamos comemorar", disse o jovem Rafael Herrera, de 23 anos.

Em meio a um mar de bandeiras vermelhas, Sánchez falou à multidão. "Não importa o que aconteça, o Partido Socialista ganhou. Isso mostra que temos uma democracia sólida e de qualidade. Vamos governar a Espanha, avançar na política social e acabar com a desigualdade. Hoje, ganhou o futuro e perdeu o passado", afirmou.

O PSOE foi o partido mais votado na maioria das regiões da Espanha e em todas as comunidades autônomas. A legenda só não venceu em quatro lugares: Catalunha, País Basco, Navarra e a cidade de Melilla.

Quem também comemorou ontem foi a extrema direita, que voltou ao Parlamento após 36 anos. O Vox, liderado por Santiago Abascal, foi o quinto partido mais votado. Nas celebrações, o secretário-geral, Javier Ortega, adotou um tom desafiador. "A resistência já está dentro do Congresso e não vamos mais parar. É só o começo", disse.

Abascal também agradeceu a votação histórica da ultradireita espanhola. "Vamos caminhar juntos, não só pelo Vox, mas por todo o país. Agora, temos voz no Congresso. Uma voz que antes não existia. Seremos resistência."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Biden vai pedir quarentena a passageiros internacionais

Ele pediu ainda o uso de máscaras em transportes entre os estados
Saúde

Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas

O grupo fará uma doação para o programa Unidos Contra a Covid-19 no valor de R$ 1,6 milhão, referente a uma usina de produção de oxigênio, que deverá dar suporte aos hospitais públicos da região
Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas
Saúde

Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio

Foram contratadas duas milhões de doses
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio
Saúde

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta
Ver mais de Mundo