Mundo

Rússia envia seu primeiro robô humanoide ao espaço

O governo russo começou a desenvolvê-lo há cinco anos para uso no espaço sideral e em locais afetados por desastres

24 Ago 2019 - 15h00Por Da Redação
Rússia envia seu primeiro robô humanoide ao espaço - Crédito: Reuters/Direitos Reservados Crédito: Reuters/Direitos Reservados

A espaçonave Soyuz que carregava o robô FEDOR foi lançada do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, na quinta-feira (22). A nave espacial Soyuz também estava carregada de suprimentos alimentares e equipamentos experimentais para a Estação Espacial Internacional.

O robô FEDOR, também chamado Skybot F-850, tem 180 centímetros de altura e pesa 160 quilos. O governo russo começou a desenvolvê-lo há cinco anos para uso no espaço sideral e em locais afetados por desastres.

Após chegar à Estação Espacial Internacional, o robô passará por testes por cerca de duas semanas para confirmar sua funcionalidade em gravidade zero.

A Rússia costumava liderar o número de lançamento de satélites mundialmente, mas tem ficado atrás dos Estados Unidos e da China depois de uma série de falhas ocorridas nos anos mais recentes.

Os Estados Unidos enviaram um robô humanoide ao espaço em 2011.

Fonte: Agência Brasil


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Mundo

País compra últimos elefantes de circo para que possam se aposentar

Os elefantes, Ramboline, Lara, Djunga e Jenny, foram comprados de dois circos diferentes
País compra últimos elefantes de circo para que possam se aposentar
Variedades

Vaticano anuncia cronograma de visita do papa Francisco ao Japão

A visita terá a duração de 4 dias
Vaticano anuncia cronograma de visita do papa Francisco ao Japão
Geral

Mais de 5 bilhões de pessoas usam aparelho celular, revela pesquisa

O número equivale a cerca de 67% da população mundial
Mais de 5 bilhões de pessoas usam aparelho celular, revela pesquisa
Variedades

Estudos mostram que oxigênio em excesso matou seres vivos na Terra

Grande momento de oxidação foi o nome dado a essa fase, considerada a maior catástrofe da biosfera na Terra
Estudos mostram que oxigênio em excesso matou seres vivos na Terra
Ver mais de Mundo