INTERNACIONAL

Rússia alerta contra ingerência em seus negócios na Venezuela

06 Mar 2019 - 07h50

O embaixador da Rússia na Venezuela, Vladimir Zayemski, advertiu que se tentarem impedir as companhias russas de investirem na economia venezuelana seu país reagirá da maneira mais dura, apelando a todas as medidas disponíveis do direito internacional. A Rússia tem participação em campos de petróleo e gás natural venezuelanos e em minas de ouro.

Em entrevista publicada ontem pelo jornal russo Rossíiskaya Gazeta, Zayemski respaldou o regime de Nicolás Maduro, mas demonstrou preocupação. "Com relação aos investimentos russos na Venezuela, sem dúvida os riscos existem. Mas estão vinculados, como demonstrou claramente o exemplo da Citgo, à conduta de Washington, não do governo venezuelano", disse o diplomata. Ele se referiu à subsidiária nos EUA da estatal venezuelana PDVSA que afastou três executivos do alto escalão ligados a Maduro para dar lugar a novos diretores nomeados pelo líder opositor Juan Guaidó, que se proclamou presidente interino da Venezuela em fevereiro.

O funcionário russo também denunciou que "os EUA e seus aliados estão realizando vários esforços para aumentar a presença militar em algumas áreas fronteiriças com a Venezuela.

Moscou é um dos principais aliados internacionais de Maduro e, desde que a comunidade internacional manifestou seu apoio a Guaidó, sustenta que os EUA têm uma "obsessão com a deposição" do chavismo.

Ainda ontem, o responsável de América Latina do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Alexandr Schetinin, declarou que o governo de Moscou estuda a possibilidade de enviar um novo carregamento de ajuda humanitária à Venezuela. Após o regime bloquear as fronteiras com Colômbia e Brasil, impedindo a entrada de ajuda humanitária enviada pelos EUA, Rússia e China despacharam remédios e materiais médicos para a Venezuela. (Com agências)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Recomendação saiu em nota emitida pela agência
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
Segurança

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade de Kazan
Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Saúde

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V

Compra da vacina foi solicitada por estados e municípios
Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Ver mais de Mundo