GNet
Caraguá
Mundo

Reunião do Grupo de Lima deve impor novas sanções ao governo de Nicolás Maduro

O encontro contará com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence

25 Fev 2019 - 11h40Por Paulo Henrique Gomes / Agência do Rádio
Reunião do Grupo de Lima deve impor novas sanções ao governo de Nicolás Maduro - Crédito: Agência Brasil Crédito: Agência Brasil

Representantes de 15 países se reúnem nesta segunda-feira (25) em Bogotá, na Colômbia, para discutir a crise na Venezuela e novas sanções ao governo de Nicolás Maduro. O encontro contará com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence. O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o vice-presidente, Hamilton Mourão, representam o o Brasil no encontro do Grupo de Lima.

O opositor de Maduro, Juan Guaidó, anunciou que também deve participar da reunião "para discutir possíveis ações diplomáticas" na Venezuela. Também devem estar no encontro os líderes de Argentina, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Chile, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Panamá, Paraguai e Peru.

Em nota divulgada neste domingo (25), o governo brasileiro expressou ”sua condenação mais veemente” aos atos de violência cometidos pelo “regime ilegítimo do ditador Nicolás Maduro”, nas fronteiras da Venezuela com o Brasil e a Colômbia.

Segundo o comunicado, o uso da força contra o povo venezuelano caracteriza o caráter criminoso do regime de Nicolás Maduro. Para o governo brasileiro, os ataques são "um brutal atentado aos direitos humanos" e "nenhuma nação pode calar-se" diante dos fatos ocorridos nesse fim de semana.

O Brasil também fez um apelo à comunidade internacional, sobretudo aos países que ainda não reconheceram Guaidó como presidente interino.

A declaração foi feita após diversos conflitos impedirem a entrada de ajuda humanitária na Venezuela no chamado "Dia D", que foi convocado pelo autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó. Na ocasião, seriam distribuídos alimentos e remédios ao povo venezuelano.

Segundo o governo colombiano, pelo menos três mortes foram confirmadas em Santa Elena, cidade venezuelana a 15 km da fronteira com o Brasil. Um ataque próximo à fronteira com a Colômbia deixou 285 feridos e 37 hospitalizados.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

WEG vai abrir nova fábrica na Ásia

Previsão de inauguração é para o primeiro semestre deste ano
WEG vai abrir nova fábrica na Ásia
Saúde

Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro

Queiroga disse também que, nos próximos 15 dias, serão distribuídos 14 milhões de testes rápidos de antígenos.
Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro
Geral

Incêndio em Nova York deixa 19 mortos, nove deles crianças

Fogo no bairro de Bronx deixou ainda centenas de feridos
Economia

Dólar cai para R$ 5,63, após dados de emprego nos EUA

Bolsa subiu 1,14%, mas fechou semana em baixa
Ver mais de Mundo