transito
INTERNACIONAL

Presidente do Haiti pede diálogo após protestos

23 Nov 2018 - 08h50

O presidente do Haiti, Jovenel Moise, reiterou nesta quinta-feira, dia 22, seu apelo ao diálogo e disse que, durante seu mandato, ninguém colocará em perigo os interesses do país. A declaração foi dada após protestos no domingo (18) contra a corrupção.

Um setor de oposição exigiu a renúncia do presidente. Os protestos deixaram 11 mortos. Em mensagem ao país, Moise, que não fez nenhuma referência à corrupção, prometeu dialogar com todos os setores. As mobilizações paralisaram ontem pelo terceiro dia consecutivo a capital e outras cidades haitianas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Matérias Relacionadas

Esportes

Brasil bate o Chile no último amistoso de vôlei em Jaraguá do Sul

Mais uma vez, a torcida lotou a Arena Jaraguá
Brasil bate o Chile no último amistoso de vôlei em Jaraguá do Sul
Esportes

Seleção brasileira de vôlei vence amistoso contra Argentina na Arena Jaraguá

O Brasil já volta a quadra nesta quinta-feira (20) para o último amistoso em Jaraguá do Sul, diante do Chile, às 19h30
Seleção brasileira de vôlei vence amistoso contra Argentina na Arena Jaraguá
Saúde

Coqueluche volta a preocupar o mundo

Número de casos aumenta no Brasil e em 17 países europeus
Coqueluche volta a preocupar o mundo
Economia

Copom decide nesta quarta se corta ou mantém juros básicos da economia

Taxa Selic, em 10,5% ao ano, pode ser mantida ou cair 0,25 ponto
Copom decide nesta quarta se corta ou mantém juros básicos da economia
Ver mais de Mundo