INTERNACIONAL

Para chamar protesto, grupos misturam rostos de Bolsonaro e Hitler em Santiago

22 Mar 2019 - 16h16Por Daniel Weterman e Ricardo Galhardo, enviados especiais

Para convocar um protesto contra a presença do presidente Jair Bolsonaro no Chile, grupos e movimentos sociais de esquerda colocaram cartazes em universidades de Santiago com uma caricatura mesclando os rostos de Bolsonaro e do ditador nazista Adolf Hitler.

"Combate ao fascismo", diz a inscrição dos cartazes colocados em corredores da Universidade Alberto Hurtado.

O protesto contra Bolsonaro está programado para ocorrer às 19h desta sexta-feira, 22, no Paseo Bulnes, uma rua destinada a pedestres no entorno do Palácio de La Moneda, sede do governo chileno.

Nesse horário, a agenda de Bolsonaro em Santiago não prevê nenhum compromisso oficial. No sábado, 23, haverá outro protesto, chamado para as 13h em frente ao La Moneda. Na ocasião, Bolsonaro estará reunido em agenda bilateral com o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Saúde

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V

Compra da vacina foi solicitada por estados e municípios
Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Saúde

Anvisa avalia pedidos de importação da vacina Sputnik V

Reunião extraordinária está marcada para as 18h
Esportes

Eliminatórias da Copa do Mundo serão retomadas em junho, diz Conmebol

Jogos ocorrerão antes de 13 de junho, quando começa a Copa América
Eliminatórias da Copa do Mundo serão retomadas em junho, diz Conmebol
Ver mais de Mundo