Campanha Sarampo
INTERNACIONAL

Não posso dizer que estou feliz com acordo de segurança de fronteira, diz Trump

12 Fev 2019 - 16h23

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira que não estava "muito contente" com o acordo fechado entre a situação republicana e a oposição democrata para a segurança na fronteira, mas não disse que o rejeitará. "Eu não posso dizer que estou muito feliz. Não posso dizer que estou muito contente", comentou ele na Casa Branca.

Na noite da segunda-feira, congressistas disseram que chegaram a um acordo em princípio para evitar a paralisação parcial do governo neste fim de semana. O acordo inclui US$ 1,38 bilhão para a construção de 88,5 quilômetros de novas barreiras ao longo da fronteira com o México, bem abaixo dos US$ 5,7 bilhões exigidos pelo presidente para construir mais de 321,8 quilômetros.

Líder do Partido Republicano no Senado, Mitch McConnell elogiou o acordo, enquanto o líder do Partido Democrata no Senado, Chuck Schumer, disse que Trump deveria assiná-lo.

Em reunião de seu gabinete, Trump também comentou o quadro nas negociações comerciais com a China. Segundo ele, o país "quer muito" fechar um acordo com os EUA. "Vamos ver o que acontece", disse, nesta semana de negociações entre as partes em Pequim. Fonte: Dow Jones Newswires.

Matérias Relacionadas

Saúde

Japoneses criam sangue artificial capaz de ser doador universal

O sangue artificial pode tornar as transfusões de sangue drasticamente mais acessíveis
Japoneses criam sangue artificial capaz de ser doador universal
Saúde

Mãe que perdeu bebê doa leite materno para ajudar outras crianças

Eu sabia que não poderia salvar a vida dela, mas pelo menos poderia ajudar a salvar a vida de outros bebês, disse Alexis
Mãe que perdeu bebê doa leite materno para ajudar outras crianças
Variedades

Idosa lança primeiro livro aos 101 anos

Days of Blue and Flame é o nome da obra de Sarah, que começou a escrever aos 90 anos
Idosa lança primeiro livro aos 101 anos
Esportes

Corredora que perdeu patrocínio por causa da gravidez bate recorde de Bolt

Ela superou o jamaicano Usain Bolt, que tem 11 medalhas
Corredora que perdeu patrocínio por causa da gravidez bate recorde de Bolt
Ver mais de Mundo