INTERNACIONAL

Na OEA, presidente da Colômbia pede mais pressão sobre Maduro na Venezuela

15 Fev 2019 - 17h30

O presidente da Colômbia, Iván Duque, pediu que os integrantes da Organização dos Estados Americanos (OEA) aumentem a pressão sobre o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, para que ele abandone o poder.

A Colômbia, que abriga mais de 1 milhão de refugiados venezuelanos, integra um grupo numeroso de países da OEA que reconhecem o líder oposicionista Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela.

"Temos de estar à altura dos cidadãos que estão saindo às ruas vendo essa esperança, para que a esperança não diminua", afirmou Duque durante sessão extraordinária da OEA.

Presidente da Assembleia Nacional, Guaidó se declarou presidente interino em 23 de janeiro e tem dito que a única negociação possível seria pela saída do presidente que ele julga "usurpador". Maduro, por sua vez, afirma que pretende governar até o fim de seu mandato, em 2025. Fonte: Associated Press.

Matérias Relacionadas

Geral

Inverno começa nesta segunda-feira no Hemisfério Sul

Estação se estenderá até 22 de setembro
Inverno começa nesta segunda-feira no Hemisfério Sul
Saúde

G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022

Compromisso consta em documento final da reunião de líderes do grupo
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
Esportes

Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela

Seleção faz 3 a 0 com gols de Marquinhos, Neymar e Gabriel Barbosa
Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela
Saúde

Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos

Estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela agência
Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos
Ver mais de Mundo