INTERNACIONAL

Na China, ministro do Japão diz que países podem "assumir campo econômico"

14 Abr 2019 - 10h51Por AE

O ministro de Relações Exteriores do Japão, Taro Kono, disse neste domingo que seu país e a China têm a oportunidade de "assumir o campo econômico" durante o atual período de incertezas globais, em que os Estados Unidos pressionam comercialmente os asiáticos e outras nações. Kono se encontrou com o ministro de Relações Exteriores da China, Wang Yi, em Pequim, para discutir sobre as relações econômicas e o intercâmbio de jovens entre os dois países.

Kono afirmou ainda que as relações entre chineses e japoneses "se recuperaram completamente" no ano passado. Wang reforçou o discurso, declarando que "embora a situação econômica atual seja complicada e esteja mudando profundamente, a cooperação econômica sino-japonesa está avançando constantemente em um ritmo sólido".

A relação entre China e Japão foi turbulenta nos últimos anos, devido a uma disputa por ilhas do Mar da China Oriental. Em 2012, o Japão nacionalizou um pequeno grupo de ilhas reivindicadas por Pequim. A medida desencadeou protestos violentos na China. Com o tempo, o comércio e os investimentos entre os dois países se recuperaram, com empresas dos dois lados considerando projetos conjuntos em outros países, como a Tailândia.

Mas as exportações do Japão sofreram com a desaceleração recente do crescimento da China, maior parceiro comercial dos japoneses. As empresas do país - de montadoras a lojas de departamentos - têm peso importante na economia chinesa. Além disso, o presidente dos EUA, Donald Trump, impôs tarifas sobre o aço e o alumínio importados do Japão, assim como ameaçou tarifar automóveis provenientes de outros países, medida que colocaria os japoneses entre os mais prejudicados.

Kono afirmou ainda neste domingo que o presidente da China, Xi Jinping, provavelmente visitará o Japão neste ano. A visita do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, à China no ano passado foi a primeira visita formal a Pequim feita por um líder japonês em quase sete anos. Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Dólar fecha no menor nível em um mês após acordo sobre Orçamento

Bolsa de Valores tem pequena queda em dia de ajustes
Saúde

Espanha vai doar medicamentos do kit intubação ao Brasil

Insumos chegarão no final da próxima semana
Segurança

Tiroteio em Indianapolis deixa oito mortos e vários feridos

Incidente ocorreu em um armazém da FedExc, empresa de carga aérea
Saúde

Brasil recebe 2,3 milhões de kits de intubação vindos da China

Insumos foram comprados por grupo de empresas e serão doados ao SUS
Brasil recebe 2,3 milhões de kits de intubação vindos da China
Ver mais de Mundo