INTERNACIONAL

May diz que apresentou propostas detalhadas a Bruxelas sobre divisa de Irlandas

08 Mar 2019 - 11h10Por Monique Heemann

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, afirmou há pouco em um discurso na cidade britânica de Grimsby que seu governo apresentou "propostas detalhadas" a Bruxelas sobre o backstop, mecanismo para evitar uma fronteira física entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, principal ponto de impasse no acordo defendido por ela para o Brexit.

May não afirmou, no entanto, qual foi o posicionamento da União Europeia (UE) em relação à questão, depois de diversas autoridades do bloco terem reiterado que o texto do acordo de retirada do Reino Unido não será renegociado. A primeira-ministra ressaltou, apenas, que "as decisões da UE nos próximos dias terão um grande impacto na votação do acordo", que está prevista para a próxima terça-feira, no Parlamento do Reino Unido.

May afirmou que, se os Parlamentares rejeitarem o acordo, "nada é certo" a respeito do que vai acontecer. Ela defendeu que a melhor opção é que os parlamentares apoiem a proposta de seu governo, já que uma rejeição levaria a um divórcio sem acordo ou a uma extensão da data final para o Brexit, atualmente em 29 de março. Mas, para que a UE concorde com o adiamento, "pode exigir novas concessões" do Reino Unido.

Além disso, a líder conservadora afirmou que uma extensão da data de saída poderia levar a uma segunda consulta popular sobre o apoio da população ao Brexit. As chances de que isso ocorra aumentaram desde a rejeição recente do Parlamento britânico à proposta de acordo, disse May. "Se optarmos por um segundo referendo, podemos não deixar a UE nunca, o que seria uma falha" em entregar o resultado vencedor na primeira consulta, afirmou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Dólar fecha praticamente estável a R$ 5,60

Bolsa encerra segunda-feira com pequena alta
Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Ver mais de Mundo