105 Ouça
Caraguá
INTERNACIONAL

Maduro pede plano de implantação permanente de militares na Venezuela

16 Fev 2019 - 12h46

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu nesta sexta-feira, 15, aos líderes militares a criação de um "plano especial de implantação permanente" das Forças Armadas para "defender a nação". No encontro, ele afirmou que Estados Unidos e Colômbia estão traçando "planos de guerra" contra o país.

"Vamos fazer um plano especial para a implantação permanente e adequação de força. Peço progressivamente, um plano para manter mobilizada a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) em defesa da nação", disse Maduro, em pronunciamento transmitido pela emissora de TV estatal "VTV".

O presidente não especificou detalhes sobre a operação do plano, mas ressaltou que a mobilização deverá contar com os "tanques da República, os mísseis da República, os soldados da República", e que devem chegar a todo território venezuelano.

Sanções dos EUA

Também nesta sexta-feira, o departamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou sanções contra cinco funcionários da inteligência e segurança próximos a Maduro. As punições preveem o congelamento de bens nos EUA, a proibição de entrada no país e o veto de transações financeiras.

Entre os alvos das sanções estão o titular do Serviço Bolivariano de Inteligência Militar (Sebin), Manuel Ricardo Cristopher Figuera; o primeiro comissário da Sebin, Hildemaro José Rodríguez Mucura; o comandante da Direção Geral de Contrainteligência Militar, Iván Rafael Hernández Dala; o diretor das Forças de Ações Especiais da Polícia Nacional, Rafael Enrique Bastardo Mendoza; e o principal responsável da companhia Petróleos da Venezuela SA (Pdvsa), Manuel Salvador Quevedo Fernández.

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

WEG vai abrir nova fábrica na Ásia

Previsão de inauguração é para o primeiro semestre deste ano
WEG vai abrir nova fábrica na Ásia
Saúde

Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro

Queiroga disse também que, nos próximos 15 dias, serão distribuídos 14 milhões de testes rápidos de antígenos.
Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro
Geral

Incêndio em Nova York deixa 19 mortos, nove deles crianças

Fogo no bairro de Bronx deixou ainda centenas de feridos
Economia

Dólar cai para R$ 5,63, após dados de emprego nos EUA

Bolsa subiu 1,14%, mas fechou semana em baixa
Ver mais de Mundo