Delivery Much
INTERNACIONAL

Jornalistas da 'Reuters' condenados a 7 anos de prisão são soltos após anistia

08 Mai 2019 - 07h27

Dois jornalistas birmaneses da agência Reuters foram libertados ontem ao receberem um perdão presidencial, depois de passarem ano e meio na prisão por revelarem um massacre do Exército durante sua campanha contra a minoria muçulmana rohingya.

Em setembro, Wa Lone e Kyaw Soe Oo foram condenados a 7 anos de prisão após serem declarados culpados de violar a Lei de Segredos Oficiais, enquanto faziam a investigação para a reportagem pela qual receberam o Prêmio Pulitzer este mês.

O massacre que eles investigaram ocorreu durante uma campanha do Exército do país no norte de Rakhine que culminou com a fuga de mais de 700 mil rohingyas para Bangladesh. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Biden vai pedir quarentena a passageiros internacionais

Ele pediu ainda o uso de máscaras em transportes entre os estados
Saúde

Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas

O grupo fará uma doação para o programa Unidos Contra a Covid-19 no valor de R$ 1,6 milhão, referente a uma usina de produção de oxigênio, que deverá dar suporte aos hospitais públicos da região
Weg integra grupo que fará doação para nova usina de oxigênio ao Amazonas
Saúde

Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio

Foram contratadas duas milhões de doses
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã no Rio
Saúde

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta

Covid-19: Índia vai exportar doses de vacina para Brasil nesta sexta
Ver mais de Mundo