INTERNACIONAL

Ghosn afirma que é inocente e vai se defender de acusações "infundadas"

05 Mar 2019 - 16h38Por AE

O ex-presidente da Nissan Carlos Ghosn disse, em comunicado, que é inocente e vai se defender de acusações "infundadas". "Sou inocente e estou totalmente comprometido em me defender vigorosamente em um julgamento justo contra essas acusações sem mérito e infundadas", disse Ghosn, no comunicado. O executivo também se disse grato à família, aos amigos e aos ativistas de direitos humanos de todo o mundo que o ajudaram.

Ghosn está detido desde que foi preso em 19 de novembro. Ele se diz inocente das acusações de falsificar informações financeiras e de quebra de confiança. A família de Ghosn apelou pela sua libertação, chamando a sua detenção de violação dos direitos humanos.

A Corte do Distrito de Tóquio aprovou a libertação de Ghosn mediante o pagamento de uma fiança de US$ 8,9 milhões. Mas o executivo não deve deixar a prisão nesta terça-feira, segundo um de seus advogados. Isso porque os promotores do caso recorreram da decisão antes que os procedimentos de fiança fossem realizados. Caso o recurso da promotoria falhe, Ghosn poderá ser libertado dentro de um dia ou dois.

O advogado do executivo, Junichiro Hironaka, disse que a ordem do tribunal inclui limites para o uso de computador e smartphone por Ghosn, para que ele não possa se comunicar com pessoas no exterior. O advogado havia dito na segunda-feira que o último pedido de fiança de Ghosn também incluía monitoramento por câmeras de vigilância. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias

Litro da gasolina ficou R$ 0,12 mais caro (4,8%)
Preços de gasolina, diesel e gás aumentam hoje nas refinarias
Economia

Dólar fecha praticamente estável a R$ 5,60

Bolsa encerra segunda-feira com pequena alta
Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Ver mais de Mundo