INTERNACIONAL

Ex-presidente do Peru é preso alcoolizado

19 Mar 2019 - 06h10

O ex-presidente peruano Alejandro Toledo, considerado um fugitivo no Peru, foi preso no domingo por estar bêbado em público no Condado de San Mateo, na Califórnia, e liberado ontem, segundo autoridades do Estado. Toledo, de 73 anos, estaria embriagado em um restaurante e teria sido conduzido à delegacia. As leis contra embriaguez são rígidas em algumas cidades da Califórnia.

Os Estados Unidos ainda estão avaliando o pedido do Peru para extraditar Toledo. A Justiça peruana acusa Toledo, que foi presidente do país de 2001 a 2006, de aceitar US$ 20 milhões da Odebrecht em troca de ajuda para que a empresa conseguisse contratos lucrativos. Toledo nega irregularidades.

O chefe de polícia de San Mateo informou "estar ciente dos problemas legais de Toledo" no Peru, mas acrescentou que "a existência de acusações somente no Peru não autorizam a prisão do sujeito nos EUA".

O Ministério das Relações Exteriores do Peru confirmou ontem ter recebido a informação sobre a prisão de Toledo, mas não quis fazer comentários. Em entrevista por telefone à Reuters, Toledo negou a prisão, descrevendo a informação como parte de uma "conspiração" orquestrada por seus adversários políticos peruanos. (Com agências)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Recomendação saiu em nota emitida pela agência
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
Segurança

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade de Kazan
Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Saúde

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V

Compra da vacina foi solicitada por estados e municípios
Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Ver mais de Mundo