Mundo

Ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi deixa prisão em Tóquio

Brasileiro Carlos Ghosn pagou fiança de R$ 33 milhões e ficará em liberdade enquanto aguarda julgamento no Japão

07 Mar 2019 - 11h15Por Mariana Fraga / Agência do Rádio

Carlos Ghosn, ex-presidente da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, deixou a prisão em Tóquio após pagar fiança milionária. O empresário estava preso desde novembro do ano passado, acusado de fraude fiscal e uso de verbas em próprio benefício. 

IPTU 2021 JARAGUÁ

O  brasileiro pagou fiança de 1 bilhão de ienes, o equivalente a R$ 33 milhões e ficará em liberdade enquanto aguarda o julgamento, que deve acontecer dentro de alguns meses.

Carlos Ghosn nega as irregularidades, diz que sempre agiu com o aval da Nissan e que é vítima de complô.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Mundo