INTERNACIONAL

EUA devem interromper exercícios militares anuais conjuntos com Coreia do Sul

01 Mar 2019 - 21h53

As Forças Armadas dos Estados Unidos devem cancelar grandes exercícios militares anuais conjuntos com a Coreia do Sul, afirmaram duas autoridades americanas nesta sexta-feira. O governo do presidente Donald Trump tem considerado essa iniciativa muito cara e, segundo as fontes, ela deve ser substituída por exercícios menores, concentrados no treinamento com aliados.

O Pentágono deve anunciar o fim dos exercícios neste fim de semana. A rede NBC News foi a primeira a ter noticiado a decisão.

O presidente americano, Donald Trump, reclamou do custo de "US$ 100 milhões" dos exercícios, durante visita ao Vietnã, onde se reuniu com o líder norte-coreano, Kim Jong-un. Oficiais militares, contudo, disseram que os exercícios saíram por US$ 14 milhões no ano passado. O orçamento anual da defesa americana é de US$ 700 bilhões.

A Coreia do Norte reclama desses exercícios, vendo-os como uma provocação. Fonte: Dow Jones Newswires.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Saúde

Brasil registra 1.428 novas mortes por covid-19

País teve 10,32 milhões de casos; recuperados passam de 9 milhões
Ver mais de Mundo