INTERNACIONAL

Envio de ajuda humanitária à Venezuela aguardará situação de segurança

24 Fev 2019 - 23h03Por Amanda Pupo

Deslocamentos de viaturas da operação de ajuda humanitária à Venezuela serão planejados à medida que houver disponibilidade de transporte e a situação "diplomática e de segurança" estiver esclarecida, informou na noite deste domingo (24) a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República, em nota. De acordo com o comunicado, os veículos tiveram que voltar para a região de Pacaraima (RR), que faz fronteira com a Venezuela, diante da "impossibilidade de prosseguir em território" do país vizinho, que teve a fronteira fechada por ordens de seu presidente, Nicolás Maduro. Segundo o comunicado, neste momento, a situação é de normalidade na faixa de fronteira.

"Em função da impossibilidade de prosseguir em território venezuelano, como planejado, as viaturas retraíram para a região de Pacaraima (RR), estando neste momento em segurança e estacionadas no Pelotão Especial de Fronteira ali desdobrado. Novos deslocamentos serão planejados à medida que os meios de transportes estejam disponíveis e a situação diplomática e de segurança esclarecidas", informa a nota, que diz ter havido "sucesso da mobilização logística". "A situação no país vizinho está sendo acompanhada com atenção e mobilizando todos os meios do Governo Federal", afirma.

Neste domingo, a comunicação da Presidência alegou que a ajuda humanitária enviada ao país vizinho pelo Brasil através de caminhões tinha conseguido cruzar para a Venezuela. No entanto, os veículos ficaram apenas na linha de fronteira, como relatou a reportagem do Estado que acompanha a situação no local.

Na nota divulgada neste domingo, a assessoria da Presidência lembra que o vice-Presidente da República, Hamilton Mourão, e o Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, viajaram para a Colômbia para participar da reunião do Grupo de Lima que acontecerá nesta segunda-feira.

"O governo brasileiro mantém seu firme propósito de colaborar para atenuar as condições de vulnerabilidade às quais estão submetidos nossos irmãos venezuelanos", conclui o comunicado.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas

Recomendação saiu em nota emitida pela agência
Anvisa orienta suspensão de vacina da AstraZeneca para grávidas
Segurança

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Mais de 30 pessoas ficaram feridas na cidade de Kazan
Geral

"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013

Na reportagem especial do Dia das Mães, as "Mulheres da Segurança" falam das alegrias e desafios da maternidade
"Ensine seu filho que a polícia não prende criança": Sheila ingressou na PM em 2013
Saúde

Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V

Compra da vacina foi solicitada por estados e municípios
Diretoria da Anvisa rejeita importação e uso da Sputnik V
Ver mais de Mundo