INTERNACIONAL

China pede que alívio a sanções seja discutido em conversas EUA-Coreia do Norte

01 Mar 2019 - 11h06

Porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Lu Kang afirmou nesta sexta-feira que a possibilidade de suspensão das sanções impostas contra a Coreia do Norte deve ser tratada em "base comum" depois que Washington e Pyongyang não conseguiram chegar a um acordo durante a cúpula no Vietnã, que tinha como objetivo acertar as bases para a desnuclearização da Península Coreana.

Lu Kan disse que, embora os Estados Unidos e a Coreia do Norte tenham apresentado diferentes relatos sobre os motivos de fracasso da cúpula, "ambos os lados acreditam que a suspensão de sanções é um componente importante do processo de desnuclearização". O porta-voz acrescentou que a China saúda a "vontade positiva" expressa pelos dois países.

O presidente americano, Donald Trump, elogiou o presidente da China, Xi Jinping, na quinta-feira por ser "muito útil" com a Coreia do Norte. Trump comentou que Xi disse a ele que "não ama ter um Estado nuclear ao lado da China". Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Mundo