Prates
Caraguá
INTERNACIONAL

Chanceler da Venezuela diz que EUA terão de dialogar com governo Maduro

09 Mar 2019 - 22h17Por Mateus Fagundes

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, afirmou neste sábado, 9, que "não restam opções" aos Estados Unidos e que, por isso, Washington terá de retomar o diálogo com o governo do presidente Nicolás Maduro.

"E as opções que eles diziam ter sobre a mesa fracassaram uma por uma. Não podem ir contra este povo. E se preparem para sentar e dialogar", disse Arreaza, em um protesto favorável a Maduro em Caracas.

O governo do presidente americano, Donald Trump, reconhece Juan Guaidó como presidente interino.

De acordo com Arreaza, mesmo assim, o diálogo com os EUA é possível porque a Venezuela "não é nem nunca será um país agressor".

O chanceler atacou ainda o representante especial do governo americano para a Venezuela, Elliott Abrams. "Quando voltar a vê-lo, eu direi: a guerra elétrica fracassou, assim como o golpe de Estado", disse Arreaza.

O ato, chamado de "Venezuela Anti-imperialista", foi transmitido pelas TVs oficiais, que ignoraram o protesto contrária a Maduro liderada pelo opositor Guaidó. As manifestações ocorrem à medida que a energia elétrica é retomada gradualmente no país, após mais de 48 horas de apagão.

GNet

Matérias Relacionadas

Saúde

Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro

Queiroga disse também que, nos próximos 15 dias, serão distribuídos 14 milhões de testes rápidos de antígenos.
Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro
Geral

Incêndio em Nova York deixa 19 mortos, nove deles crianças

Fogo no bairro de Bronx deixou ainda centenas de feridos
Economia

Dólar cai para R$ 5,63, após dados de emprego nos EUA

Bolsa subiu 1,14%, mas fechou semana em baixa
Saúde

Covid-19: reações à vacina em crianças são raras, dizem especialistas

Para pesquisadores, risco de não vacinar supera qualquer reação
Covid-19: reações à vacina em crianças são raras, dizem especialistas
Ver mais de Mundo