INTERNACIONAL

Cardeal francês é condenado à prisão por não denunciar abusos contra menores

07 Mar 2019 - 12h19

O cardeal francês Philippe Barbarin foi condenado nesta quinta-feira, 7, a seis meses de prisão com suspensão da pena por seu silêncio sobre os abusos sexuais cometidos contra menores de idade por um padre de sua diocese. A presidente do tribunal correcional de Lyon o declarou "culpado por não ter denunciado os maus-tratos" contra um menor entre 2014 e 2015. O prelado, de 68 anos, não estava no local para ouvir o veredicto.

Os advogados do cardeal anunciaram que pretendem apresentar um recurso contra a sentença. "A motivação do tribunal não me convence. Portanto, vamos apelar contra a decisão por todas as vias do direito", disse Jean-Félix Luciani.

Philippe Barbarin é a maior autoridade da Igreja Católica processada na França por casos de abusos de menores. A condenação do cardeal demonstra a crescente afirmação das autoridades civis em todo o mundo em relação às autoridades da Igreja que encobrem o abuso sexual clerical. A intervenção das autoridades civis colocou pressão significativa sobre os líderes da Igreja para se policiarem de forma mais rigorosa - mas o Vaticano e muitos bispos ainda estão tendo dificuldades em responder. (Com agências internacionais).

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Saúde

Brasil registra 1.428 novas mortes por covid-19

País teve 10,32 milhões de casos; recuperados passam de 9 milhões
Ver mais de Mundo