INTERNACIONAL

Câmara vota para derrubar decreto de emergência de Trump sobre muro na fronteira

26 Fev 2019 - 22h03

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos votou nesta terça-feira para impedir a Casa Branca de direcionar fundos federais para a construção de um muro na fronteira com o México. O Senado, por sua vez, caminha para fazer o mesmo nas próximas semanas, o que poderia levar o presidente a usar seu poder de veto pela primeira vez desde a eleição.

Aparentemente havia suficiente apoio do Partido Republicano para o veto ao decreto de emergência de Trump sobre o tema ser vetado no Senado. O presidente, contudo, já disse que pretende usar seu poder de veto, caso o Congresso tome esse passo.

O veto foi aprovado na Câmara por 245 votos a 182, com o apoio de alguns republicanos. Trump decretou emergência nacional na fronteira sul após o Congresso passar uma lei orçamentária com US$ 1,38 bilhão para 88 quilômetros de barreiras, bem menos que os US$ 5,7 bilhões exigidos pelo presidente. Insatisfeito, Trump disse que conseguiria a diferença redirecionando gastos dos militares e outras fontes, com o argumento de que é preciso reforçar a fronteira.

Caso o Senado derrube o decreto e Trump use seu poder de veto, os congressistas precisariam de uma supermaioria em cada uma das Casas para vetar novamente a medida. Isso exigiria 289 votos na Câmara, onde há 235 deputados do Partido Democrata. No Senado, reverter um veto exigiria 67 votos, mas ali o governista Partido Republicano detém maioria de 53 a 47. Fonte: Dow Jones Newswires.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Flamengo é campeão brasileiro

Rubro-Negro perde de 2 a 1, mas garante oitavo título da história
Flamengo é campeão brasileiro
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Mundo