Joaçaba Pneus
INTERNACIONAL

Brasil pressionará China e Rússia a apoiar Guaidó na Venezuela, diz Araújo

07 Mar 2019 - 20h09

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, afirmou que seu país pressionará China, Rússia e outras nações emergentes para apoiar o líder opositor da Venezuela, Juan Guaidó, autodeclarado presidente interino.

Araújo afirmou que o novo governo de direita do Brasil apelará aos integrantes do grupo dos Brics, que inclui ainda Índia e África do Sul, durante uma reunião de cúpula na próxima semana no País.

"O Brasil tem uma responsabilidade única nas relações exteriores", afirmou Araújo em entrevista ao Wall Street Journal em Brasília nesta quinta-feira. Ele acrescentou acreditar que seu país pode ter um papel crucial para colocar pressão sobre o restante do bloco contra o regime do presidente Nicolás Maduro.

"É uma questão de senso comum", afirmou o chanceler brasileiro. "Ninguém quer um aliado como Maduro. Esses países têm uma reputação a preservar."

A posição marca uma mudança importante para o Brasil, que em geral evita confrontações com outras nações, especialmente com a China, principal parceira comercial, adotando uma abordagem prática para a política externa.

"Nós não concebemos a política externa baseados apenas em comércio", afirmou Araújo sobre a nova administração do presidente Jair Bolsonaro, que assumiu em janeiro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Matérias Relacionadas

Saúde

G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022

Compromisso consta em documento final da reunião de líderes do grupo
G7 promete doar 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 até 2022
Esportes

Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela

Seleção faz 3 a 0 com gols de Marquinhos, Neymar e Gabriel Barbosa
Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela
Saúde

Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos

Estudos foram desenvolvidos fora do Brasil e avaliados pela agência
Anvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos
Esportes

Em nota, jogadores da seleção criticam Copa América, mas negam boicote

Texto foi publicado nas redes sociais após vitória contra o Paraguai
Em nota, jogadores da seleção criticam Copa América, mas negam boicote
Ver mais de Mundo