Delivery Much
INTERNACIONAL

Brasil e Argentina pedem a militares venezuelanos apoio à democracia no país

04 Mai 2019 - 15h50Por Circe Bonatelli

Os presidentes das comissões de relações exteriores das Câmaras de Deputados do Brasil e da Argentina - Eduardo Bolsonaro e Cornelia Schmidt-Liermann - assinaram uma nota conjunta, publicada neste sábado, 4, na qual convocam o povo e as forças militares da Venezuela a apoiarem, de forma unida e pacífica, a restauração da democracia no País.

"O papel dos militares venezuelanos neste momento da história é fundamental para trazer o retorno da normalidade institucional e a liberdade plena dos cidadãos venezuelanos", declararam.

Os líderes parlamentares do Brasil e da Argentina disseram esperar que as forças armadas venezuelanas se juntem ao movimento de oposição ao governo de Nicolás Maduro, liderado por Juan Guaidó, para acabar com o que classificam como uma crise humanitária no país.

No documento, eles também comemoraram a soltura de Leopoldo López, um dos principais líderes da oposição da Venezuela. Ele cumpria prisão domiciliar há dois anos, condenado por liderar protestos contra Maduro em 2014.

Os parlamentares condenaram o uso de violência por parte do governo de Maduro contra os manifestantes que ocuparam as ruas de diversas cidades da Venezuela nos últimos dias. Por fim, pedem a nomeação de um governo de transição e a realização de eleições livres no país.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

São consideradas instituições com mais de 4 milhões de clientes
Saúde

Governo do Estado acompanha ato de entrega das vacinas contra a Covid-19 nesta segunda-feira

No domingo (17), os cinco diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovaram por unanimidade o uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford contra a Covid-19
Governo do Estado acompanha ato de entrega das vacinas contra a Covid-19 nesta segunda-feira
Saúde

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Vacina é fabricada pela Rússia
Saúde

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid

Decisão depende de publicação para entrar em vigor
Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid
Ver mais de Mundo