Prates
Caraguá
INTERNACIONAL

Bolsonaro manifesta apoio a construção de muro na fronteira dos EUA com o México

19 Mar 2019 - 03h08Por Letícia Fucuchima

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira, 18, que concorda com a ideia de construção de um muro fronteiriço entre os Estados Unidos e o México, já que "a vasta maioria" dos imigrantes "não possui boas intenções" em relação ao povo americano. "Ter fronteiras abertas, na minha opinião, é uma decisão pobre, ruim", afirmou Bolsonaro, em entrevista à emissora americana FoxNews. Como exemplo negativo, o presidente citou a experiência da França, "que abriu suas fronteiras para receber refugiados sem qualquer filtro".

"Gostaria que os Estados Unidos mantivessem a atual política de imigração, porque em grande medida nós do hemisfério sul devemos nossos regimes democráticos aos Estados Unidos", afirmou, em conversa com a jornalista Shannon Bream.

Bolsonaro declarou ainda que apoia a luta do presidente americano Donald Trump contra ideias socialistas e comunistas, destacando que essa também é uma preocupação dele em relação à população brasileira. "Sempre falo que não podemos permitir que o Brasil se torne a Venezuela, e a Venezuela chegou a esse ponto porque perseguiu políticas como as das administrações Lula e Dilma", afirmou.

Ainda sobre a Venezuela, o presidente brasileiro reiterou que a situação no país será um dos principais tópicos a serem discutidos na reunião que terá nesta quarta-feira, 19, com Trump na Casa Branca. Bolsonaro afirmou que discutirá alternativas com o presidente americano, "dentro do que for realista no front diplomático", para assegurar que a Venezuela "retorne à paz, democracia e liberdade".

Ainda em relação à reunião com Trump, Bolsonaro destacou que a conversa será focada em como ajudar ambas as nações a crescerem. "Queremos aprofundar nossos laços comerciais com os Estados Unidos", frisou.

Caraguá

Matérias Relacionadas

Saúde

Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro

Queiroga disse também que, nos próximos 15 dias, serão distribuídos 14 milhões de testes rápidos de antígenos.
Aumento de casos de Covid-19 não deve elevar número de óbitos, afirma ministro
Geral

Incêndio em Nova York deixa 19 mortos, nove deles crianças

Fogo no bairro de Bronx deixou ainda centenas de feridos
Economia

Dólar cai para R$ 5,63, após dados de emprego nos EUA

Bolsa subiu 1,14%, mas fechou semana em baixa
Saúde

Covid-19: reações à vacina em crianças são raras, dizem especialistas

Para pesquisadores, risco de não vacinar supera qualquer reação
Covid-19: reações à vacina em crianças são raras, dizem especialistas
Ver mais de Mundo