Delivery Much
INTERNACIONAL

Bolsonaro diz que acompanha 'com bastante atenção' situação da Venezuela

30 Abr 2019 - 14h16Por Gregory Prudenciano

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), foi ao Twitter nesta terça-feira, 30, demonstrar solidariedade ao povo da Venezuela. As ruas das principais cidades do país são tomadas por conflitos entre apoiadores do presidente Nicolás Maduro e o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó, que tem o apoio do governo brasileiro.

"O Brasil acompanha com bastante atenção a situação na Venezuela e reafirma o seu apoio na transição democrática que se processo no país vizinho", tuitou Bolsonaro, que escreveu também: "o Brasil está ao lado do povo da Venezuela, do presidente Juan Guaidó e da liberdade dos venezuelanos."

Nos tuítes, Bolsonaro também citou o apoio dado a Maduro por partidos brasileiros que integram a oposição ao governo brasileiro. "O Brasil se solidariza com o sofrido povo venezuelano escravizado por um ditador apoiado pelo PT, PSOL e alinhados ideológicos", escreveu.

Bolsonaro disse apoiar "a liberdade desta nação irmã para que finalmente vivam uma verdadeira democracia".

O presidente brasileiro convocou uma reunião para o começo da tarde desta terça para tratar da situação da Venezuela.

Na manhã desta terça, Guaidó declarou ter apoio de militares venezuelanos e convocou o povo do país a ir às ruas para derrubar Maduro do poder.

Maduro reagiu dizendo em seu Twitter que tem a lealdade dos militares e, por sua vez, também convocou apoiadores a se mobilizarem contra as forças apoiadoras de Guaidó.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Esportes

Final da Libertadores faz CBF mudar jogos de Palmeiras e Santos

Equipes atuariam no Brasileiro um dia após final continental
Saúde

Avião que buscará vacinas na Índia parte amanhã à noite do Recife

Inicialmente a previsão era sair nesta quinta-feira do país
Economia

Dólar fecha com pequena queda, vendido a R$ 5,31

Bolsa caiu 1,44% em dia de ajustes
Dólar fecha com pequena queda, vendido a R$ 5,31
Saúde

Japão passa a exigir exame negativo de covid-19 para entrada no país

Ver mais de Mundo