INTERNACIONAL

Bebê de Meghan e Harry nasceu em um hospital particular em Londres

17 Mai 2019 - 16h44

A imprensa britânica publicou nesta sexta-feira, 17, a certidão de nascimento do pequeno Archie, primeiro filho do príncipe Harry e sua mulher, Meghan, que inclui o local de nascimento, desconhecido até agora: o hospital particular de Portland, em Londres.

Archie Harrison Mountbatten-Windsor, nome completo do oitavo bisneto da rainha Elizabeth II, nasceu em 6 de maio neste centro que é apresentado como "o único hospital privado no Reino Unido dedicado aos cuidados de saúde de mulheres e crianças".

Localizado no centro da capital britânica, a dois passos do Regent's Park, o hospital alega realizar "mais de 1.500 partos por ano" e propõe uma "gama completa de opções" para a paciente dar à luz.

Meghan e o pequeno Archie, sétimo na ordem de sucessão ao trono britânico, voltaram desde então para sua casa, Frogmore Cottage, localizada nos domínios do Castelo de Windsor, a cerca de 40 km a oeste de Londres.

Na seção reservada para as "profissões" dos pais, a certidão de nascimento indica "príncipe" e "princesa" do Reino Unido.

Meghan é mencionada como "Rachel Meghan Alteza Real Duquesa de Sussex" e Harry como "Alteza Real Henry Charles Albert David Duque de Sussex".

Meghan, de 37 anos, e seu marido, o príncipe Harry, de 34, tentaram até agora manter segredo sobre o local do nascimento do primeiro filho e os detalhes da equipe médica que atendeu a duquesa de Sussex durante o parto.

Algumas especulações apontavam que a mãe tinha optado por um parto em casa, na sua residência de Frogmore Cottage, situada nos terrenos do Castelo de Windsor (Inglaterra). A certidão de nascimento desmente esses rumores.

O Palácio de Buckingham informou aos veículos de imprensa sobre o nascimento e detalhou que a rainha, de 93 anos, e seu marido, o duque de Edimburgo, de 97, assim como os duques de Cambridge e outros parentes estavam "encantados com a notícia". / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Matérias Relacionadas

Mundo

Pesquisadores acham sementes de 2 mil anos e revivem árvore romana

Com as plantas em mãos, os cientistas agora podem realizar análises genéticas das próprias plantas para compará-las com um banco de dados genético das palmeiras atuais
Pesquisadores acham sementes de 2 mil anos e revivem árvore romana
Saúde

China tem 1.770 mortes por coronavírus; escolas continuam fechadas

Mais 105 pessoas morreram, principalmente na província de Hubei
China tem 1.770 mortes por coronavírus; escolas continuam fechadas
Mundo

Austrália anuncia que incêndios estão controlados, após chuva forte

O fogo arrasou mais de 10 milhões de hectares do leste e do sul da Austrália, matou milhões de animais e destruiu 2.500 casas
Austrália anuncia que incêndios estão controlados, após chuva forte
Saúde

Impressora de pele funciona como rolo de pintura e acelera cicatrização

O dispositivo cobre feridas com uma folha uniforme de biomaterial, faixa por faixa
Impressora de pele funciona como rolo de pintura e acelera cicatrização
Ver mais de Mundo