Senador Acir Gurgacz

Senador Acir Gurgacz se entrega no Paraná

11 Out 2018 - 00h24
Senador Acir Gurgacz se entrega no Paraná -
 No mesmo dia, o ministro Alexandre de Moraes negou apelo do Senado para suspender a execução da pena do parlamentar.

Ao negar um recurso do senador no dia 25 de setembro, a Primeira Turma do STF determinou o imediato cumprimento da pena de 4 anos e 6 meses de prisão em regime semiaberto, mas a ordem não pode ser cumprida em função do Código Eleitoral. A lei prevê que nenhum candidato pode ser detido ou preso, salvo em flagrante delito a partir de 15 dias antes do dia da votação.

Na ocasião, ele estava com o registro de candidatura ao governo de Rondônia inferido pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-GO). No início de outubro, a candidatura foi barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Mesmo assim, ele não poderia ser preso porque, desde a última terça-feira, 2, até 48 horas depois do término da votação, nenhum eleitor poderia ser preso ou detido, salvo em flagrante.

Matérias Relacionadas

Saúde

Canetas de aplicação de insulina chegam ao SUS

Produzido pela empresa dinamarquesa Novo Nordisk na cidade mineira de Montes Claros, o produto auxiliará os pacientes no tratamento da doença.
Canetas de aplicação de insulina chegam ao SUS
Urgência

Reforma da Previdência é prioridade, afirma ministro da Fazenda

Além de reduzir os gastos públicos, o ministro disse que a reforma tem o objetivo de fazer justiça social.
Reforma da Previdência é prioridade, afirma ministro da Fazenda
Pesquisa Ibope

75% dos brasileiros acham que Bolsonaro está no "caminho certo"

14% responderam que eles estão “no caminho errado” e 11% não souberam ou não responderam.
75% dos brasileiros acham que Bolsonaro está no "caminho certo"
Ver mais de Brasil