EUA

Crise entre EUA e China abre espaço para venda da soja brasileira

16 Abr 2018 - 12h02

Desde o anúncio americano de tarifas de US$ 50 bilhões sobre importações chinesas, produtores agrícolas brasileiros observam atentamente essa "guerra velada". No início do mês, em resposta à taxação, o governo de Pequim impôs tarifas de 25% sobre 128 produtos "made in USA", como soja, carros, aviões, carne e produtos químicos.

O combate aos produtos de origem estrangeira é uma bandeira de campanha do presidente Donald Trump. Desde março, ele começou a colocar em prática sua política 'America First', que tem como foco principal fortalecer a indústria americana em detrimento de produtos importados.

Entre os produtos taxados está um dos pilares da agricultura brasileira: a soja. No ano passado, foram produzidos mais de 114 milhões de toneladas de soja no Brasil, segundo a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA). Maior exportador mundial da oleaginosa, o Brasil bateu recordes na última safra, em meio a condições climáticas consideradas “perfeitas” pelo mercado.

Matérias Relacionadas

Pesquisa Ibope

75% dos brasileiros acham que Bolsonaro está no "caminho certo"

14% responderam que eles estão “no caminho errado” e 11% não souberam ou não responderam.
75% dos brasileiros acham que Bolsonaro está no "caminho certo"
Futebol

Santos anuncia Jorge Sampaoli como novo técnico para 2019

Santos anuncia Jorge Sampaoli como novo técnico para 2019
Futsal

Oitomeia desafia Falcão no Reis do Drible

Oitomeia desafia Falcão no Reis do Drible
Ver mais de Brasil