Caraguá
FGTS

Saques do FGTS devem gerar recuperação de crédito, diz SPC Brasil

16 Fev 2017 - 11h31

O saque do dinheiro das contas inativas do FGTS deve injetar entre 30 bilhões e 35 bilhões de reais na economia do país, o que representa 0,5% do PIB. Dos 30,2 milhões de trabalhadores que poderão realizar os saques, 80% possuem até 1.500 reais nas contas.

Para o presidente do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Roque Pellizzaro Junior, “os saques irão beneficiar principalmente os cidadãos das classes C, D e E, que devem utilizar o montante para as necessidades mais urgentes.” Com base em pesquisas recentes do SPC Brasil, estima-se que cerca de 50% do dinheiro sacado pelo trabalhador seja destinado ao pagamento de dívidas, 30% para economizar e o restante para outros gastos.

“O acesso ao dinheiro inativo das contas do FGTS é uma medida importante para injetar uma quantidade de dinheiro significativa na economia do país. Isso pode ajudar o cidadão afetado pela crise a sanar suas dívidas, limpar o nome e recuperar seu crédito”, avalia Pellizzaro. “Ao reduzir a inadimplência o impacto sobre a economia é positivo, resultando em menores taxas de juros cobradas ao consumidor”, finaliza.

Matérias Relacionadas

Saúde

Homem de 48 anos morre vítima de covid-19 em Jaraguá 

Ao todo, já são 424 vítimas fatais da doença no município. 
Homem de 48 anos morre vítima de covid-19 em Jaraguá 
Segurança

(Vídeo) Após batida, carro fica preso embaixo de caminhão em Jaraguá do Sul

O trânsito no local foi normalizado por volta das 12h25.
(Vídeo) Após batida, carro fica preso embaixo de caminhão em Jaraguá do Sul
Geral

Cooper reforça compromisso ambiental no Dia da Árvore

Foram distribuídas 13 mil mudas de flores e de árvores frutíferas
Cooper reforça compromisso ambiental no Dia da Árvore
Segurança

Delegado Augusto Brandão assume Delegacia Regional de Jaraguá

Desde 2017 Brandão era o delegado titular da Comarca de Guaramirim
Delegado Augusto Brandão assume Delegacia Regional de Jaraguá
Ver mais de Jaraguá do Sul