Unimed - Capa
Ceasa

Produção catarinense ganha espaço na Ceasa

01 Fev 2017 - 16h50

No último ano, foram comercializadas 151 mil toneladas de hortifrutigranjeiros produzidos no estado, com um faturamento de R$ 268 milhões. O melhor desempenho já registrado pela Ceasa/SC.

Poliomelite


Ao todo, a Ceasa/SC comercializou mais de 354 mil toneladas de hortifrutigranjeiros, representando um valor financeiro de R$ 717 milhões. O valor médio por quilo dos produtos foi de R$ 2,02, quase 14% maior do que em 2015.

A produção catarinense vem ganhando cada vez mais espaço dentro da Ceasa/SC, em 2016 o crescimento nas comercializações foi de 4,2%. Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, esses números só comprovam a qualidade dos produtos catarinenses e as oportunidades de crescer ainda mais. “Queremos fortalecer a produção de hortifrutigranjeiros em Santa Catarina, esta é uma alternativa de renda importante para o produtor rural. Ainda importamos muito hortifruti de outros estados, principalmente do Paraná e de São Paulo, e podemos ocupar esse espaço com os produtos catarinenses”.


Sopelsa afirma que, em 2017, a Ceasa/SC continuará trabalhando para atrair os produtores e compradores catarinenses, gerando mais emprego e renda para os agricultores do estado. As Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A são uma empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e funcionam como um elo entre o produtor e o consumidor por meio da comercialização atacadista e varejista de pescado, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos e insumos orgânicos, produtos ornamentais e de floricultura e artesanais.

Matérias Relacionadas

Esportes

Juventus inaugura Arena Futevôlei com a presença de grandes nomes do futebol

Juventus inaugura Arena Futevôlei com a presença de grandes nomes do futebol
Saúde

Jaraguá confirma mais uma morte por covid-19

O número de casos confirmados também aumentou, foram confirmados 53 novos casos da doença nas últimas 24 horas, totalizando 4.011 desde o início da pandemia
Jaraguá confirma mais uma morte por covid-19
Segurança

Leonardo Nathan é condenado pela morte de Gabriella Custódio Silva em Joinville

Jaraguá do Sul

FIESC entrega em Jaraguá do Sul, instituto focado em mobilidade elétrica e energias renováveis

A nova estrutura, que recebeu investimentos de mais de R$ 6,8 milhões, oferece formações voltadas à energia solar, mobilidade e tração elétrica, além de pesquisa e desenvolvimento nestas áreas e consultoria em eficiência energética
FIESC entrega em Jaraguá do Sul, instituto focado em mobilidade elétrica e energias renováveis
Ver mais de Jaraguá do Sul