Jaraguá do Sul

Fujama resgatou 34 animais silvestres em menos de um mês

O número é expressivo e coincide com o período de verão em que o metabolismo dos animais é acelerado e eles saem de seus habitats a procura de alimento

17 Fev 2020 - 14h08Por Da Redação
Fujama resgatou 34 animais silvestres em menos de um mês - Crédito: Divulgação / PMJS Crédito: Divulgação / PMJS

A Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama) realizou o resgate de 34 animais silvestres desde 22 janeiro até o momento. O número é expressivo e coincide com o período de verão em que o metabolismo dos animais é acelerado e eles saem de seus habitats a procura de alimento. O resgate é feito mediante solicitação no número de telefone da Fujama (3273-8008) – segunda a sexta, das 7h30 às 17 horas – ou por meio de registro na Ouvidoria da Prefeitura (0800-642-0156). 

Em comparação com o mesmo período do ano passado, 42 animais resgatados, o número deste ano foi um pouco menor, mas ainda assim, expressivo. O coordenador do serviço de resgate, o biólogo Christian Lempek, atribui a quantidade de resgates também ao conhecimento, por parte da população, do serviço e de como agir em casos de encontrar animais silvestres próximo de casa. Em todo o ano passado foram resgatados 263 animais. “Sempre pedimos para que as pessoas não matem o animal e, sim, chamem pelo serviço, que irá resgatar o animal e devolvê-lo ao seu habitat natural, contribuindo com o ecossistema. O serviço está disponível 24 horas por dia, pois quando a Fujama está fechada (à noite, finais de semana), é possível solicitar o resgate aos Bombeiros, no telefone 193”, detalha Lempek.  

Em sua maioria os animais resgatados foram gambás e cobras, mas também houve registros de jabuti – na Ilha da Figueira; gato-do-mato-pequeno - encontrado atropelado, já sem vida, no Rio da Luz; coruja murucututu-de-barriga-amarela, na Barra do Rio Cerro. O gato-do-mato-pequeno, espécie em extinção, foi encaminhado para taxidermização em Curitiba (PR) e servirá como objeto de estudo para crianças, adolescentes e adultos durante exposições.

Caçadores flagrados por armadilhas da Fujama

No início deste ano, ao verificar as imagens captadas por armadilhas fotográficas implantadas na mata pela Fujama, qual não foi a surpresa da equipe ao verificar que dois homens – e não animais silvestres - haviam sido flagrados em meio à Mata Atlântica com espingardas e cachorros. As imagens são de outubro do ano passado, período de reprodução dos animais silvestres. Além de imagens fotográficas, há filmagens também. Agora a Fujama irá registrar Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e a ocorrência será investigada. A caça é considerada crime ambiental e pode acarretar detenção de seis meses a um ano, além de multa. Também será investigado o registro e porte das armas. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp! 

Matérias Relacionadas

Saúde

Confirmado quarto caso de covid-19 em Jaraguá

A quantidade de casos confirmados de coronavírus em Santa Catarina chegou a 247
Confirmado quarto caso de covid-19 em Jaraguá
Saúde

Santa Catarina tem 247 casos confirmados de Covid-19

O número representa um acréscimo de 5% em relação ao boletim do dia anterior.
Santa Catarina tem 247 casos confirmados de Covid-19
Economia

Governo libera atividades da construção civil em Santa Catarina

O anunciou ocorreu em coletiva de imprensa no final da tarde desta quarta-feira (1º). As atividades na área da construção civil, pública e privada, estão liberadas a partir desta quinta-feira (02)
Saúde

Médico dá dicas e responde a dúvidas sobre o novo coronavírus Covid-19

O médico infectologista, Willy Mamoru Hiraga, responde a questionamentos que a comunidade tem feito de como se prevenir do risco de contágio
Médico dá dicas e responde a dúvidas sobre o novo coronavírus Covid-19
Ver mais de Jaraguá do Sul