Imobiliária Coralli
Prefeitura de Jaraguá do Sul

Em carta divulgada à imprensa, prefeito defende medidas de cortes público

23 Fev 2017 - 18h05

Disse que não são medidas fáceis de tomar, por que têm um custo político altíssimo ao gestor que se disponha a desafiá-las, mas são necessárias, inclusive para proteger os que no momento se sentem injustiçados.

CONFIRA A CARTA NA ÍNTEGRA 

Prezados munícipes

Na condição de prefeito de Jaraguá do Sul, venho a público explicar a razão de medidas econômicas que estamos tomando com o objetivo de sanear definitivamente as finanças da Prefeitura de Jaraguá do Sul.

Poliomelite


Não são medidas fáceis de tomar, por que têm um custo politico altíssimo ao gestor que se disponha a desafiá-las, mas são necessárias, inclusive para proteger os que no momento se sentem injustiçados.

A perpetuação dessa situação financeira, em um quadro de estagnação econômica, pode levar até mesmo a um efeito cascata, atingindo diretamente os direitos inalienáveis, como a própria folha de pagamento dos servidores e os investimentos em saúde e educação. Tais circunstâncias têm castigado muitos municípios pelo Brasil.

Faremos tudo para que isso jamais venha a ocorrer em nossa amada Jaraguá do Sul.

Hoje a prefeitura tem uma dívida, que se não for renegociada, se não for sanada, tornará inviável o futur da cidade.

A queda da arrecadação não nos permite sequer fazer o mínimo caso não tomemos essas medidas, que estão fracionadas em diversas áreas para que possamos somar no esforço total.


Temos o maior respeito pelos servidores públicos, sem os quais nenhum serviço seria realizado. E se assim não o fosse, não escolheríamos o caminho eletivo para administrar a cidade.

Nosso sonho não apenas seria contemplar os servidores com a valorização da remuneração como criar as melhores condições de trabalho, que hoje estão precárias. E prosseguirão precárias caso não sejam imediatamente feitas correções de rumo.

Isso vale para outras áreas afetadas, como as artes e os esportes. Somos uma cidade de valorização cultural, não queremos mudar isso. Somos uma cidade que valorize os esportes, queremos atletas nos jogos abertos, nos campeonatos nacionais e até mesmo nas Olimpíadas. Mas precisamos fazer um ajuste temporário para nos adequarmos ao futuro.

Seria mais cômodo não atuarmos e deixarmos a bomba estourar nas mãos de algum prefeito no futuro, e ver seus efeitos atingirem todos os que hoje se sentem um pouco prejudicados. Mas eu prefiro que um dia todos digam: fizemos a coisa certa.

Gostaríamos de poder oferecer aos servidores, os que se dedicam com seriedade, muito mais do que recebem hoje. Mas o que pedimos, no momento, é a cooperação de todos para superarmos este momento.

Um grande abraço a todos,

Antídio Lunelli

Matérias Relacionadas

Geral

Meu Plano D oferece cursos gratuitos para quem deseja empreender no segmento de doces

Os conteúdos são aplicados por confeiteiros e consultores de negócios, de maneira didática, com videoaulas, e-books e certificado de formação
Meu Plano D oferece cursos gratuitos para quem deseja empreender no segmento de doces
Futsal

Jaraguá vence Assoeva e se mantém vivo na luta por uma vaga nos Playoffs

O triunfo sobre a Assoeva, 3 a 1, deixou o time catarinense um ponto atrás do Campo Mourão, quinto colocado no Grupo C.
Jaraguá vence Assoeva e se mantém vivo na luta por uma vaga nos Playoffs
Trânsito

Trecho da rua José Theodoro Ribeiro passará a ter sentido único a partir desta quarta

A via, entre o Posto Pérola e a rotatória da Metalnox, que dá acesso ao bairro Centenário, passará a ter sentido único de circulação – Centro/Bairro.
Saúde

Jaraguá confirma mais 57 casos positivos de Covid-19

Outras 35 pessoas se recuperaram da doença, totalizando 3.420 recuperados.
Jaraguá confirma mais 57 casos positivos de Covid-19
Ver mais de Jaraguá do Sul