Imobiliária Coralli
Vendas

Venda de lâmpadas incandescentes está proibida no país a partir de hoje

30 Jun 2016 - 10h59
Venda de lâmpadas incandescentes está proibida no país a partir de hoje -
A partir de hoje (30), está proibida a venda de lâmpadas incandescentes no Brasil. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) começa a fiscalizar amanhã (1º), por meio dos institutos de Pesos e Medidas (Ipem) estaduais, estabelecimentos comerciais que ainda tenham à disposição lâmpadas incandescentes com potência de 41watts (W) até 60 W. Quem não atender à legislação poderá ser multado entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão.

A restrição foi estabelecida pela Portaria Interministerial 1.007/2010, com o objetivo de minimizar o desperdício no consumo de energia elétrica. Uma lâmpada fluorescente compacta economiza 75% em comparação a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. Se a opção for por uma lâmpada de LED, essa economia sobe para 85%.

A troca das lâmpadas incandescentes no Brasil começou em 2012, com a proibição da venda de lâmpadas com mais de 150W. Em 2013, houve a eliminação das lâmpadas de potência entre 60W e 100W. Em 2014, foi a vez das lâmpadas de 40W a 60W. Este ano, começou a ser proibida também a produção e importação de lâmpadas incandescentes de 25 W a 40 W, cuja fiscalização ocorrerá em 2017.

 

 

Agência Brasil

Matérias Relacionadas

Geral

Sargento despede-se do 14º Batalhão

Sargento despede-se do 14º Batalhão
Educação

Profissionais da educação infantil particular de Jaraguá organizam manifesto para este sábado

Dentre todos os setores impactados pelas medidas necessárias ao combate à disseminação do vírus, um dos que mais vem sofrendo é o da educação
Profissionais da educação infantil particular de Jaraguá organizam manifesto para este sábado
Esportes

Presidente da Fifa teme atrasos em eliminatórias da Copa do Mundo

Dirigente diz que pandemia do novo coronavírus é um problema
Presidente da Fifa teme atrasos em eliminatórias da Copa do Mundo
Economia

Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro

Expansão é de 14,4% na comparação com agosto
Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
Ver mais de Geral