Promoção - MEU PAI É
Geral

Trinta e quatro propriedades receberão R$ 400 mil para criação e gestão de RPPNs na Mata Atlântica

15 Ago 2012 - 17h49

A Fundação SOS Mata Atlântica e a Conservação Internacional (CI-Brasil) anunciaram os proprietários que serão beneficiados pelo XI Edital do Programa de Incentivo às Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) da Mata Atlântica. O Edital, que conta com recursos do Bradesco Capitalização, Bradesco Cartões e com a parceria da The Nature Conservancy (TNC), destinará R$ 400 mil a 34 propriedades de oito estados brasileiros: Bahia (BA), Espírito Santo (ES), Minas Gerais (MG), Paraná (PR), Rio Grande do Sul (RS), Santa Catarina (SC), Sergipe (SE) e São Paulo (SP). Dentre os projetos está o que prevê o plano de manejo da área do Santuário Rã Bugio I e II.


Dos projetos selecionados, nove receberão recursos para a criação de 12 novas RPPNs, totalizando 1.080,13 hectares. Outras 20 RPPNs, que somam um total de 2.645,42 hectares serão beneficiadas para a elaboração de planos de manejo. Além disso, duas RPPNs, que juntas chegam a 135 hectares, receberão recursos para projetos de georreferenciamento, que servem para a adequação do processo de reconhecimento da reserva à legislação atual (Decreto 5.746/2006). Ao todo, as reservas abrangem mais de 3.860 hectares do bioma.

 

Para Mariana Machado, coordenadora do Programa, o resultado do edital foi bastante positivo, pois proporcionará a conservação em diferentes áreas relevantes para a biodiversidade da Mata Atlântica. "Muitos proprietários têm a iniciativa de conservar áreas de mata nativa, porém ainda são poucos os incentivos e apoios voltados à implantação de reservas privadas. Dessa forma, o Programa tem papel fundamental no fortalecimento das RPPNs na Mata Atlântica", destaca.

 

Uma das propriedades que receberá o apoio do programa é a RPPN Mitra do Bispo, em Bocaina de Minas (MG). No local é desenvolvido o projeto "Ação do Olhar", que traz  o inovador conceito de "fazenda produtora de imagens", no qual imagens da reserva servem à pesquisa e ao monitoramento e são aplicadas em estampas e diversos materiais gráficos. Selecionada na categoria "georreferenciamento", esta é a quarta vez que a reserva receberá apoio do Programa, já tendo sido selecionada, em anos anteriores, para projetos de gestão, plano de manejo e plano de negócios. "O apoio do Programa foi fundamental para consolidar este novo modelo de sustentabilidade em RPPNs de caráter familiar, que busca harmonizar conservação, ciência e arte. Os resultados alcançados reforçaram nossa convicção da importância deste apoio para o sucesso de iniciativas inovadoras para proteção de reservas privadas", afirma Carlos Simas, proprietário da RPPN.

Matérias Relacionadas

Jaraguá do Sul

Defesa Civil conclui nesta quinta-feira as obras de contenção na Rua João Januário Ayroso

Os trabalhos iniciaram há mais de 20 dias inclusive com a consturção de um enrocamento que tem a extensão total de 50 metros por seis metros de altura
Defesa Civil conclui nesta quinta-feira as obras de contenção na Rua João Januário Ayroso
Política

Eleições municipais: votação deve ser estendida em pelo menos uma hora

TSE estuda recomendar horários de votação diferentes por faixa etária
Eleições municipais: votação deve ser estendida em pelo menos uma hora
Saúde

Hemosc necessita de doações de sangue para regularizar estoques

É importante destacar que as doações, desde o início da pandemia e isolamento social, estão sendo realizadas mediante agendamento prévio
Hemosc necessita de doações de sangue para regularizar estoques
Polícia

Dois detidos por perturbação na madrugada desta quarta-feira em Jaraguá do Sul

Os registros aconteceram nos bairros Jaraguá Esquerdo e Nereu Ramos
Dois detidos por perturbação na madrugada desta quarta-feira em Jaraguá do Sul
Ver mais de Geral