Geral

Taxa de embarque em aeroportos brasileiros pode ficar mais cara

06 Fev 2012 - 19h28

O controle das tarifas de embarque e de conexão é o principal desafio com a privatização dos aeroportos de Brasília, Campinas e Guarulhos. A experiência internacional mostra que, em geral, os aeroportos concedidos tiveram acentuado aumento nas taxas. Na Grécia, em 10 anos, as tarifas subiram 500%, tornando o aeroporto de Atenas um dos mais caros do mundo.

O modelo de concessão brasileiro prevê que o reajuste da taxa considere a inflação e um fator que mede a produtividade dos aeroportos - semelhante ao modelo australiano.

Para ampliar a atratividade dos leilões, o governo permitiu que os aeroportos cobrem R$ 7 por passageiro em conexão. O valor será pago pelas empresas aéreas e deverá ser repassado ao preço da passagem.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) terá apoio na fiscalização da Secretaria de Aviação Civil, que acompanhará a segurança, e da Infraero, que terá participação de 49% nos terminais, além de poder de veto às decisões dos controladores.

A fiscalização se impõe para evitar que as concessões no Brasil trilhem o caminho das privatizações feitas na Grã-Bretanha em 1987, por exemplo. Lá, houve a venda de sete aeroportos. Com contratos frágeis e pouca fiscalização, a alocação de slots foi dificultada, restringindo a atividade de companhias aéreas menores.

- A Anac terá de ser atuante na defesa das tarifas e na qualidade dos serviços. É importante que sua estrutura seja bem preparada e formada por técnicos - diz o engenheiro aeronáutico Jorge Leal Medeiros.

DIÁRIO CATARINENSE

 

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Geral

Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento

Campanha Vacina Ação Solidária inicia nesta terça-feira (6) no Pavilhão A do Parque Municipal de Eventos. Quem for se vacinar, pode levar um quilo de alimento não perecível. Se puder e quiser
Quem vai se vacinar também pode ajudar com um quilo de alimento
Saúde

Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques

A doação de sangue está funcionando com horário agendado previamente, que pode ser por telefone ou diretamente no site
Hemosc necessita de doações de sangue para manter estoques
Saúde

Guaramirim inicia campanha para doação de alimentos durante vacinação do coronavírus

A doação é opcional, não sendo obrigatória para quem for receber a vacina
Guaramirim inicia campanha para doação de alimentos durante vacinação do coronavírus
Ver mais de Geral