Banner Proauto
STF

STF decide se Estado deve fornecer remédios de alto custo

28 Set 2016 - 12h58
Uma polêmica promete agitar  a sessão desta quarta-feira do Supremo Tribunal Federal. A justiça vai decidir se o estado deve ou não pagar por medicamentos de alto custo para portadores de doenças raras e graves. Dos dez medicamentos mais usados por pacientes com doenças graves e raras, seis não estão na lista so sistema único de saúde - o SUS.

Até julho deste ano, o Ministério da Saúde já cumpriu 16,3 mil ações que tratam do fornecimento de medicamentos. De 2010 a 2015, houve aumento de 727% nos gastos referentes à judicialização dos medicamentos. Segundo o ministro Ricardo Barros, decisões judiciais em saúde custam R$ 7 bilhões para o Brasil.

No dia 15 de setembro, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, votou favoravelmente ao fornecimento, pelo poder público, de medicamentos não previstos na política de assistência do SUS. No entanto, ele votou contra o fornecimento de remédios ainda não registrados na Anvisa.

Em todo o país, grupos de pacientes e apoiadores da causa fizeram manifestações no último domingo (25). Na internet, mensagens de protesto foram reunidas na hashtag "#STFMinhaVidaNãoTemPreço".

 

As informações são do

Site G1
GNet

Matérias Relacionadas

Geral

Cervejaria Maestro é prata no Brasil Beer Cup 2021!

A competição reuniu mais de mil cervejas e 300 cervejarias do Brasil, México e Uruguai
Cervejaria Maestro é prata no Brasil Beer Cup 2021!
Geral

Evento no Parque da Inovação abriu a programação natalina

Evento no Parque da Inovação abriu a programação natalina
Segurança

Bebê é encontrado sozinho em rodovia catarinense

Mãe estava em casa, dormindo 
Bebê é encontrado sozinho em rodovia catarinense
Geral

Morre Ivair Nicocelli, proprietário do Curipira Rock Club, em Guaramirim

Ivair faleceu neste fim de semana
Morre Ivair Nicocelli, proprietário do Curipira Rock Club, em Guaramirim
Ver mais de Geral