Casa do crack

Situação do casarão ao lado do terminal permanece indefinida

15 Abr 2011 - 12h58

O empresário do ramo de lavanderia Lauro Leitow, continua interessado em se instalar naquele casarão abandonado na Rua Pedro Padre Franken, ao lado do terminal urbano no centro de Jaraguá do Sul. Ele está se cercando de todos os cuidados jurídicos e documentais para evitar problemas futuros. Depende ainda de um entendimento com os herdeiros daquela edificação quanto à exigência que ele faz de permanecer no mínimo oito anos instalado naquele local. Essa condição é fundamental para que o empresário possa recuperar o investimento que terá que fazer para reformar a casa que está em processo de tombamento como patrimônio histórico da cidade e que, atualmente serve de refúgio para usuários e traficantes de drogas. Situação que tem incomodado os vizinhos daquela casa, as pessoas que utilizam o terminal urbano e as autoridades.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Política

Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim

Deputado repercutiu assuntos tratados com secretário de Agricultura no norte catarinense e necessidade de reforço nas barreiras fitossanitárias
Caropreso pede que governo priorize solução para infestação de maruim
Geral

Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo

Os usuários que estacionarem na Zona Azul da cidade e não efetuarem o pagamento, continuarão a receber o Aviso de Cobrança de Tarifa, mas somente poderão efetuar a quitação no prazo de até 10 minutos a partir do horário de emissão do aviso
Justiça suspende pagamento de tarifa de pós-utilização no rotativo
Saúde

Havan ajuda na compra de dois respiradores

Um deles foi doado para o Samu de Joinville e o outro para Barra Velha. Ambos vão atender os pacientes do município quando precisam ser transportados com urgência para hospitais da região
Geral

Chamadas telefônicas lideram o ranking de contatos para o Samae

Em segundo lugar estão as demandas através do aplicativo de celular (whatsapp) e por último os atendimentos presenciais
Chamadas telefônicas lideram o ranking de contatos para o Samae
Ver mais de Geral