Imobiliária Coralli
Gestantes

Sífilis em gestantes cresce quase 60% em um ano em Santa Catarina

18 Nov 2016 - 11h59
Apesar de ser uma doença sexualmente transmissível (DST) que pode ser prevenida, tem diagnóstico rápido, dispõe de tratamento e possibilita a cura, a sífilis está novamente se espalhando pelo país. Em 2015, Santa Catarina registrou uma taxa de 58 casos a cada 100 mil habitantes contra 42,7 em todo o país. O índice estadual, que pode ser maior se levada em consideração a subnotificação da rede privada, que não é obrigada a contabilizar, é o quinto mais grave do Brasil e o segundo pior da região Sul.

A abrangência da sífilis no território catarinense é ainda mais preocupante em mulheres grávidas. Entre 2014 e 2015, a estatística pulou de 781 para 1.235 casos a cada mil bebês nascidos vivos. O aumento de 58,1% em um ano faz com que Santa Catarina seja o terceiro Estado com maior aumento na taxa de detecção entre gestantes.  As informações são do jornal HoraSC.

Matérias Relacionadas

Economia

Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS

A nova possibilidade poderá ser usada em 2021
Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS
Economia

Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio

Pesquisa foi feita pela Fundação Getulio Vargas
Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio
Educação

Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior

Em 2018, as matrículas dos calouros representavam 39,8% do total
Censo mostra que ensino a distância ganha espaço no ensino superior
Educação

Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos

Serão entregues 197 milhões de livros em municípios de todo o país
Correios e MEC preparam a entrega de 197 milhões de livros didáticos
Ver mais de Geral