Unimed - Capa
Certidões falsos

Servidor do Fórum de Araquari é preso por falsificação

26 Jul 2012 - 20h16

Um servidor do setor de distribuição do Fórum da Comarca de Araquari foi preso preventivamente, nesta quinta-feira (26/7), pela suposta venda de certidões judiciais falsas. A prisão preventiva foi pedida pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) a fim de garantir a coleta de provas que venham a confirmar o crime supostamente praticado pelo servidor.
Segundo a Promotora de Justiça da Comarca de Araquari, Greicia Malheiros da Rosa Souza, uma pessoa foi presa em flagrante apresentando certidão falsa, emitida pelo servidor de Araquari, na 2ª Vara de Direito Bancário da Comarca de Joinville. Em seu depoimento, a pessoa presa afirmou que a certidão havia sido comprada do servidor pelo valor de R$ 75,00.
O mandado de prisão expedido contra o servidor foi cumprido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas de Joinville (GAECO/Joinville), força-tarefa formada pelo MPSC, Polícias Civil e Militar e Secretaria da Fazenda. O GAECO também cumpriu mandados de busca e apreensão na residência do servidor e nos computadores por ele utilizados no Fórum da Comarca de Araquari. Mais informações não poderão ser prestadas neste momento em virtude da continuidade das investigações.

Matérias Relacionadas

Geral

Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci

A causa da morte não foi divulgada pela família. 
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci
Geral

Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano

Ele estava internado em um  hospital particular em Goiânia há 14 dias
Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano
Geral

Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 

Recurso administrativo requer alteração de projeto
Caropreso cobra agilidade na licitação das obras especiais da BR 280 
Geral

Portarias do Estado liberam uso de provadores e cursos livres para menores de 14 anos

A autorização para a prova de roupas, acessórios, bijuterias e calçados foi autorizada pela portaria da Secretaria de Estado da Saúde (SES) 883/2020, publicada na terça-feira (17)
Ver mais de Geral