Geral

Senado impede lavagem de rampa por manifestantes anticorrupção

30 Jan 2013 - 20h03

A segurança do Senado proibiu nesta quarta-feira (30) a lavagem da rampa do Congresso Nacional. O protesto, apoiado por mais de 20 organizações não governamentais anticorrupção, contra a candidatura de Renan Calheiros e pela eleição de um nome ficha limpa para comandar a casa, começou na madrugada com 81 vassouras, uma por senador, baldes e panos de chão.


"Fomos informados por policiais do Senado que a manifestação na rampa só poderia ser feita com autorização", disse Antônio Carlos Costa, fundador da organização não governamental Rio de Paz.

O diretor de subsecretaria de polícia ostensiva do Senado Federal, Rauf de Andrade, disse à Agência Brasil que, como se trata de uma área comum da Câmara e do Senado, o ato só poderia ocorrer com autorização dos presidentes das duas casas. Além da Polícia do Senado, cerca de 80 homens da Polícia Militar foram deslocados para reforçar a segurança em frente a rampa.

Sem a autorização para a manifestação, as vassouras verde e amarelo foram transformadas em uma grande cruz, montada em frente a sede parlamento. "Nós estamos portando pano de chão, balde e vassouras. Nós não estamos portando pedras e a porta do nosso Senado é fechada na nossa cara, por isso, nós transformamos as vassouras numa grande cruz", explicou Antônio Carlos.

Ainda pela manhã, os organizadores buscaram apoio de vários senadores para o realizar o ato, mas a maioria não estava na casa. Nos últimos cinco dias, com a ajuda das redes socais, entidades anticorrupção reuniram mais 100 mil assinaturas em uma petição que pede que os senadores "escolham um presidente ficha limpa, comprometido com o desenvolvimento social e que seja capaz de dirigir o Senado com independência e dignidade".


A eleição da nova mesa diretora do Senado será na próxima sexta-feira (1). A assessoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) informou que ele não vai comentar a manifestação.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Educação

Jovens cientistas terão R$ 2,3 milhões para pesquisas

Selecionados terão acesso a treinamento
Jovens cientistas terão R$ 2,3 milhões para pesquisas
Brasil

10 mil crianças e adolescentes foram adotados no Brasil, diz CNJ

O relatório mostra que a maior parte dos adotantes ainda prefere crianças pequenas
10 mil crianças e adolescentes foram adotados no Brasil, diz CNJ
Schützenfest

Celesc reforça alerta para novos golpes registrados em diferentes regiões de Santa Catarina

lém de casos relatados na semana passada em cidades do Meio-Oeste catarinense, Vale do Itajaí e Grande Florianópolis, nesta semana novas tentativas foram detectadas nos municípios de São José e Guabiruba
Celesc reforça alerta para novos golpes registrados em diferentes regiões de Santa Catarina
Geral

Epagri inclui ora-pro-nóbis em cestas básicas oferecidas a famílias em situação de fome

Epagri inclui ora-pro-nóbis em cestas básicas oferecidas a famílias em situação de fome
Ver mais de Geral