Imobiliária Coralli
Geral

SC e RS investem na pavimentação de estrada para criar o Caminho das Neves

04 Mai 2012 - 14h17

Com o frio, as cidades serranas de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul se tornam atrativos turísticos naturais pelas baixíssimas temperaturas e as chances de presenciar a neve.

Mas ainda são poucos os turistas que se aventuram por 68 quilômetros de estradas de chão, mal conservados, para cruzar os municípios vizinhos de São Joaquim, na Serra Catarinense e Bom Jesus, na Serra Gaúcha.

O desenvolvimento turístico regional passa por uma ligação asfáltica, com a criação da rota Caminhos da Neve. Defendida há pelo menos duas décadas pelas prefeituras das regiões, a nova rodovia entrou em estudo no Departamento Autônomo de Estradas de Rodagens (Daer), órgão do governo gaúcho.

O projeto para a ligação entre as duas cidades serranas é de 175 quilômetros. O trajeto mais curto impulsionará o turismo, atraindo os visitantes aos pontos mais altos e frios dos dois estados.

Estatísticas de entidades turísticas catarinenses e gaúchas apontam que a nova rodovia pode desviar o tráfego da BR-116 e da BR-101, permitindo a passagem de pelo menos 500 mil pessoas ao ano. A expectativa dos municípios é pela pavimentação de 44 quilômetros no Rio Grande do Sul e 24 em Santa Catarina.

Em SC, onde a rodovia já existe e os trabalhos estão contratados, a expectativa da Secretaria de Estado de Infraestrutura é de conclusão do asfalto no primeiro semestre do ano que vem. E a prefeitura de São Joaquim está confiante num forte impulso no número de visitantes na região.

- Acreditamos que aumente o fluxo de turistas em 200%, favorecendo tanto quem passeia pela região das hortênsias quanto quem sai do Litoral Catarinense - diz a prefeita Marlene Kayser (PP).

Mas a situação no Rio Grande do Sul é bem diferente e uma nova rodovia ainda precisa nascer. A rota Caminhos da Neve está em fase de contratação do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental.

- Estamos concluindo o termo de referência para encaminhar a contratação do estudo num prazo de seis meses - garante o chefe da Superintendência de Estudos e Projetos do Daer, Jeferson Couto.

Depois, será preciso elaborar o projeto, para então licitar a obra. Pela experiência de Couto, a pavimentação dos 44 quilômetros da rodovia necessitará de no mínimo dois anos para ser concluída.

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Segurança

Ciretran vai ampliar atendimento no setor de captação de imagens

A informação é do delegado regional, Fabiano dos Santos Silveira
Ciretran vai ampliar atendimento no setor de captação de imagens
Segurança

Incêndio atinge apartamento no Jaraguá 99

Quando os bombeiros chegaram no local havia muita fumaça, mais já sem focos de incêndio ativo
Incêndio atinge apartamento no Jaraguá 99
Guaramirim

Suspeito de roubo é localizado, reconhecido e preso em Guaramirim

O crime ocorreu na segunda-feira, 28, por volta das 22h30min, momento em que um cidadão de 28 anos retornava do trabalho de bicicleta pela BR 280
Suspeito de roubo é localizado, reconhecido e preso em Guaramirim
Santa Catarina

Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), pesquisa divulgada mensalmente
Santa Catarina tem saldo positivo de 18,3 mil empregos em agosto, melhor resultado do Sul
Ver mais de Geral