Geral

Santa Catarina irá receber mais 100 mil doses de vacina contra a Gripe A

20 Jul 2012 - 11h58

Santa Catarina irá receber mais 100 mil doses da vacina contra a gripe A. A informação é do secretário estadual da Saúde, Dalmo de Oliveira. A nova remessa - a segunda de 100 mil doses - deve chegar na próxima semana.

Apesar de o último relatório divulgado ontem pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) apontar que Santa Catarina continua liderando no país com o maior número de casos de gripe A este ano (veja quadro), o secretário fez questão de ressaltar uma queda no número de casos.

Em julho, do primeiro para o segundo relatório houve um aumento de cerca de 100 casos. Do segundo para o terceiro, em torno de 50. Santa Catarina já registra 685 internações pela doença.

Segundo o diretor da Dive, Fábio Gaudenzi, esta queda no número de casos se deve a um repasse mais qualificado das informações por parte das unidades de saúde:

- Chega pra gente menos registro de casos porque eles estão sendo melhor analisados para que se tenha certeza que se trata da gripe A.

O último relatório mostrou, também, mais 10 mortes por causa do vírus H1N1, totalizando 62 desde 5 de maio, quando foi confirmado a primeira morte. As vítimas foram oito mulheres com idades entre 33 e 83 anos e dois homens de 38 e 63 anos.

Com exceção de um caso, as vítimas já apresentavam algum tipo de problema de saúde como obesidade, pressão arterial alta e doenças pulmonares.

Novas doses destinadas ao grupo de risco

O número é alarmante, mas segundo Gaudenzi, também tem uma explicação.

- Como os relatórios são semanais, a impressão é de que em uma semana, 10 pessoas morreram, mas há mortes de períodos anteriores que só foram confirmadas agora.

Sobre as novas doses da vacina, o diretor da Dive ressaltou que o material será voltado para o grupo de risco.

- Não muda nada. Das últimas 10 mortes, nove tinham doenças crônicas. São essas pessoas que precisam da vacina - afirmou.

Na última semana, a Dive apontou que, entre 28 vítimas de gripe A no Estado, metade teve tratamento tardio. O levantamento sinalizou que 50% dos pacientes em questão tomaram o antiviral Oseltamivir (Tamiflu) mais de cinco dias após o início dos sintomas.

Gaudenzi explicou que não houve uma mudança nos procedimentos para que isso não acontecesse mais, mas sim um reforço na orientação de que o protocolo de atendimento seja cumprido.

- Há uma resistência tanto por parte do paciente que não procura o médico quando está apenas com sintoma de gripe, assim como de alguns médicos que não dão o devido valor a esses sintomas. Temos que rever isso.

No país já são 159 óbitos este ano

Este ano, em todo o país, dados oficiais divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que 159 pessoas morreram em decorrência do H1N1. Em São Paulo, foram registradas 170 internações e 24 mortes, 61% a menos do que Santa Catarina.

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Geral

Militares brasileiros em Beirute estão bem, diz Marinha

Grande explosão na capital do Líbano deixou pelo menos dez mortos
Militares brasileiros em Beirute estão bem, diz Marinha
Guaramirim

Guaramirim confirma 12ª morte por coronavírus

O município já realizou 2993 testes, sendo 2190 descartados e 793 positivos para a doença
Guaramirim confirma 12ª morte por coronavírus
Jaraguá do Sul

Rua Uruguai interditada parcialmente a partir desta quarta-feira

A interdição ocorre devido a parada de caminhão para concretagem de laje e pilares em obras no Condomínio Residencial Carbon localizado naquela via
Geral

Samae esclarece sobre descarte de resíduos de pessoas contaminadas pelo coronavírus

A engenheira sanitarista e gerente de Resíduos Sólidos, Morgana Decker, explica que a principal recomendação para as pessoas que estão com covid-19 é descartar todos os resíduos no lixo comum, evitando a separação dos recicláveis pelo menos no período em
Samae esclarece sobre descarte de resíduos de pessoas contaminadas pelo coronavírus
Ver mais de Geral