Unimed - Capa
Geral

Saída de delegado gera nova onda de vazamentos na Deic em Florianópolis

31 Jul 2012 - 12h08

A Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), a elite da Polícia Civil, em Florianópolis, convive mais uma vez com o clima de vazamento de informações e de resistência a medidas superiores. O motivo foi a saída do delegado Alexandre Carvalho, que atuava havia três anos e seis meses na divisão de furtos e roubos.


Além de contestarem a saída de Alexandre, atribuindo razão política à medida, um grupo de policiais experientes ligados a ele na Deic vazou na segunda-feira informações sobre um dos três novos delegados que estão sendo deslocados para atuar na diretoria.

O grupo, que não quer ser identificado na reportagem, passou informações e números de processos envolvendo o delegado Procópio Batista Silveira Neto, como forma de questionar a sua carreira policial e a ida para a Deic.

O delegado Procópio, que estava em Balneário Camboriú, foi convidado pelo diretor da Deic, delegado Akira Sato, a integrar uma divisão da diretoria que ainda não foi definida.

A reportagem apurou que Procópio responde atualmente a três processos na Justiça, sendo dois por abuso de autoridade, em São Bento do Sul e Rio Negrinho, e um terceiro relacionado a trânsito.

Ele enfrentou outros dois processos, também por abuso de autoridade. Mas num deles a Justiça extinguiu a punibilidade por causa da prescrição em outro ele foi absolvido.

- O fato de responder não significa que tenha feito ou que seja culpado. Quem está na rua atuando acaba sujeito e respondendo. Não cometi crimes algum, já fui absolvido, há dois processos em trâmite ainda e também espero ser absolvido - disse Procópio, lembrando que foi convidado para o novo cargo pelo diretor da Deic, Akira Sato.


O próprio diretor disse que os processos existentes contra Procópio não mancham a sua conduta e profissionalismo que motivaram o convite.

- Pelo que tenho conhecimento, nenhum desses crimes que está sendo apontado ele teve efetuado o dolo (quando há intenção) e está sendo absolvido na maioria deles. E qualquer deslize que venha a cometer vai ser apurado - disse Akira.

O delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D'Ávila, afirmou que o diretor da Deic tem plena autonomia para indicar nomes para a diretoria e que confia nas suas escolhas.

Aldo comentou que irá conversar com Akira sobre a situação de Procópio. Aldo declarou também que o policial está sujeito a processos por abuso de autoridade, mas que não é algo normal responder na conduta do policial responder a um processo do tipo.

DIÁRIO CATARINENSE

Matérias Relacionadas

Geral

Diego Maradona morre aos 60 anos

Maior jogador da história do futebol argentino sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, segundo o jornal argentino 'Clarín'
Diego Maradona morre aos 60 anos
Geral

Pernambucanas inaugura loja em Jaraguá do Sul

A loja traz também uma importante novidade, o "Clique e Retire", possibilitando ao local ser um ponto para retirada de produtos adquiridos de forma online em qualquer uma das plataformas digitais da companhia
Geral

Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci

A causa da morte não foi divulgada pela família. 
Morre aos 69 anos o jornalista Fernando Vanucci
Geral

Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano

Ele estava internado em um  hospital particular em Goiânia há 14 dias
Morre Francisco, pai dos sertanejos Zezé di Camargo e Luciano
Ver mais de Geral