Imobiliária Coralli
Geral

Roraima, Amazonas e Rio Grande do Norte pedem Forças Armadas em prisões

19 Jan 2017 - 11h21
Roraima, Amazonas e Rio Grande do Norte pedem Forças Armadas em prisões -

Autorizada na terça-feira  (17) pelo presidente Michel Temer pelo prazo de um ano, a medida emergencial tem como objetivo aplacar parte da crise penitenciária que se agravou nas últimas semanas, após rebeliões que terminaram em confrontos e massacres e a morte de mais de 100 detentos.

Pelo menos 1 mil militares vão trabalhar, sob demanda dos governos locais, na varredura das celas em busca de armas, drogas e celulares.

Nesta quarta-feira, após se reunirem com Temer, os governadores de nove estados das regiões Norte e Centro-Oeste assinaram um pacto federativo dando aval para a atuação do Exército, da Marinha e da Aeronáutica nos presídios, mas nenhum deles havia formalizado o pedido.


Segundo a assessoria de imprensa da Presidência, os ofícios com as solicitações foram encaminhados na tarde desta quarta-feira ao presidente. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, as forças estarão prontas para entrar em ação no prazo de oito a dez dias e o efetivo poderá ser ampliado conforme a demanda dos estados.

Matérias Relacionadas

Saúde

Campanhas de Multivacinação e Vacinação contra a Poliomielite terminam na sexta

Até o momento, Santa Catarina conseguiu vacinar na Campanha contra a Poliomielite metade do total de crianças com idade entre 1 e menos de 5 anos que deveriam ser vacinadas
Campanhas de Multivacinação e Vacinação contra a Poliomielite terminam na sexta
Variedades

Fundo Social aborda nesta terça (27) Lei de Incentivo ao Esporte

Educação

PMSC abre as inscrições para ingresso nos Colégios Policiais Militares do estado

O processo seletivo se destina ao preenchimento de 300 vagas para o 6° ano, sendo 60 vagas para cada município
PMSC abre as inscrições para ingresso nos Colégios Policiais Militares do estado
Geral

Segurança jurídica com nova lei do gás vai atrair R$ 60 bi em investimentos

A afirmação foi feita na sexta-feira (23) durante reunião on-line da diretoria da FIESC com o deputado federal Laércio Oliveira, relator do texto aprovado na Câmara
Segurança jurídica com nova lei do gás vai atrair R$ 60 bi em investimentos
Ver mais de Geral