Delivery Much
GERAL

Rodrigo Janot diz adeus à Procuradoria

25 Abr 2019 - 13h35Por Julia Affonso

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, de 62 anos, disse adeus ao Ministério Público Federal. Nesta quinta-feira, 25, o Diário Oficial da União publicou a Portaria n° 336, de 22 de abril, assinada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que concede aposentadoria voluntária a Janot.

"A Procuradora-geral da República, no uso de suas atribuições conferidas pelo inciso XX do artigo 49 da Lei Complementar nº 75, de 20/5/1993, e de acordo com as informações constantes do Procedimento de Gestão Administrativa - PGEA MPF/PGR nº 1.00.000.000720/2019-38, resolve:

Art. 1º Conceder aposentadoria voluntária, com proventos integrais, ao Doutor Rodrigo Janot Monteiro de Barros, matrícula 25, no cargo de subprocurador-geral da República da carreira do Ministério Público Federal", informa o documento. A Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Rodrigo Janot foi o chefe do Ministério Público Federal por dois mandatos, entre 2013 e 2017. Durante este período, o então procurador-geral denunciou ao menos 30 políticos de seis partidos na Operação Lava Jato e em desdobramentos da maior investigação contra a corrupção do País.

PP, MDB e PT são as legendas que tiveram mais representantes acusados. Na lista está o alto escalão da República do País, o presidente Michel Temer (PMDB) - por duas vezes -, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foram acusados por Janot.

O ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi alvo de três denúncias de Janot. O ex-deputado, preso desde outubro de 2017, foi acusado por propinas na Suíça, por vantagens indevidas relacionadas a sondas da Petrobras e por desvios no Fundo de Investimentos do FGTS da Caixa.

Currículo

Rodrigo Janot, graduado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista em Direito Comercial, ingressou no Ministério Público Federal em 1984. Foi procurador-chefe substituto da Procuradoria da República do Distrito Federal de 1984 a 1987. Foi promovido a procurador regional da República em maio de 1993 e a subprocurador-geral da República em outubro de 2003, com atuação perante o Supremo Tribunal Federal.

Também foi coordenador do Meio Ambiente e dos Direitos do Consumidor da Procuradoria-Geral da República de 1991 a março de 1994; secretário-geral do Ministério Público Federal entre julho de 2003 e julho de 2005; coordenador-geral do Centro de Pesquisa e Segurança Institucional do Ministério Público Federal; diretor-geral da Escola Superior do Ministério Público da União; e membro das 7ª, 3ª e 5ª CCR's.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Tamanini recebe demandas de empresários de condomínio industrial em Corupá

A necessidade de uma rotatória de acesso ao condomínio e preocupação com falta de mão de obra foram os principais assuntos abordados
Tamanini recebe demandas de empresários de condomínio industrial em Corupá
Geral

Prefeitura de Jaraguá contrata estagiários de ensino superior

A partir desta quinta-feira (28) o formulário de inscrição já estará disponível
Prefeitura de Jaraguá contrata estagiários de ensino superior
Geral

Primeira plenária do ano da CDL de Jaraguá ocorre nesta quarta

Encontro online ocorre a partir das 19h30
Geral

Incêndio na boate Kiss completa oito anos sem julgamento dos réus

Tragédia resultou na morte de 242 pessoas e deixou 680 feridos
Incêndio na boate Kiss completa oito anos sem julgamento dos réus
Ver mais de Geral