Geral

Reunião discute atuação da Força Nacional em Santa Catarina

15 Fev 2013 - 23h53

A atuação da Força Nacional para conter a onda de violência que atinge 30 cidades em Santa Catarina desde o dia 30 de janeiro foi discutida hoje (15) durante reunião, em Florianópolis, da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Minck, com o secretário de Segurança Pública do Estado, César Grubba, e o comandante-geral da Polícia Militar (PM), coronel Nazareno Marcinero.


Após a reunião, governo do estado informou, por meio da assessoria de imprensa, que o Ministério da Justiça disponibilizou 350 soldados, mas não definiu quantos serão requisitados pelas autoridades locais. A assessoria confirmou apenas que uma aeronave e dois ônibus da Força Nacional já estão na cidade.

Ainda de acordo com o governo catarinense, a Força Nacional atuará em conjunto com a Policia Militar sob o comando do coronel Nazareno e do secretário César Grubba. Os militares poderão agir nas ruas, nos presídios ou nas operações de transferência de presos.

A ajuda da Força Nacional foi oferecida na última quarta-feira (13), em reunião do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, com o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. O ministro colocou à disposição do estado a Força Nacional, além das polícias Federal e Rodoviária Federal. Durante a reunião, Cardozo e Colombo também discutiram a transferência de presos de facções criminosas que atuam dentro do sistema prisional catarinense para presídios federais.


Com mais dois ataques na madrugada de hoje, segundo a PM, subiu para 100 o número de ocorrências associadas à onda de violência em Santa Catarina.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Geral

Receita alerta para retorno de obrigações adiadas na pandemia

Receita alerta para retorno de obrigações adiadas na pandemia
Geral

Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal

Operação Verde Brasil vai até 6 de novembro na região
Governo prorroga presença das Forças Armadas na Amazônia Legal
Saúde

Vacina contra câncer está pronta pra testes em humanos

A equipe afirma que a vacina apresentou várias vantagens importantes em relação a outras já em desenvolvimento
Vacina contra câncer está pronta pra testes em humanos
Variedades

Gorila ameaçada de extinção está grávida: 1º bebê em 2 décadas

Será o primeiro bebê gorila em 24 anos da espécie planície ocidental, originária da África Central e extremamente rara.
Gorila ameaçada de extinção está grávida: 1º bebê em 2 décadas
Ver mais de Geral