Geral

Relator da Lei Geral da Copa alerta para equívoco sobre a retirada do artigo que autoriza venda de bebidas alcoólicas

15 Mar 2012 - 15h39

O relator do projeto da Lei Geral da Copa, Vicente Cândido (PT-SP), explicou na manhã desta quinta-feira que houve um "mal entendido" sobre a retirada do item que permitia a venda de bebidas alcoólicas nos estádios durante o Mundial. Segundo o deputado, houve um "mal entendido" sobre o quesito, em que as ministras Ideli Salvatti e Gleisi Hoffmann foram induzidas ao erro pela assessoria jurídica.

- É importante fazer valer essa norma, porque se trata de um compromisso assinado pela presidente da República - afirmou Cândido, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Na noite passada, o governo reconheceu o compromisso com a Fifa, ou seja, a Lei Geral da Copa segue aprovada pela comissão especial, assim como o item que prevê a venda de bebidas alcoólicas na Copa, que permanece em debate e também pode ser aprovada.

"O governo federal esclarece que o compromisso assumido junto à Fifa relativo à venda de alimentos e bebidas nos estádios e outros locais durante a Copa do Mundo consta do projeto de lei originalmente encaminhado ao Congresso Nacional, em seus artigos 34 e 43, os quais foram mantidos no texto do Relator aprovado pela Comissão Especial", informava a comunicado do ministério do Esporte.

CLICRBS.COM.BR

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Idoso morre eletrocutado no Norte de SC

A suspeita é de que o idoso tenha colocado a mão na cerca elétrica.
Idoso morre eletrocutado no Norte de SC
Geral

Incêndio em residência mobiliza bombeiros no bairro Jaraguá Esquerdo

Fato ocorreu às 19h20 desta sexta-feira (7)
Incêndio em residência mobiliza bombeiros no bairro Jaraguá Esquerdo
Geral

Tamanduá-mirim é resgatado após invadir residência em Schroeder

A ocorrência foi registrada pelos bombeiros voluntários às 5h13 desta sexta-feira (7)
Tamanduá-mirim é resgatado após invadir residência em Schroeder
Geral

Público, privado, polícia e MP debatem pessoas em situação de rua

A reunião teve como objetivo a integração cada vez maior entre os órgãos que lidam com pessoas em situação de rua, para que as ações sejam mais efetivas e tenham consequências mais duradouras, como o encaminhamento aos serviços adequados
Público, privado, polícia e MP debatem pessoas em situação de rua
Ver mais de Geral