Geral

Região de Jaraguá do Sul ainda tem 1,5 mil unidades sem energia elétrica

Em nota divulgada na noite de domingo (5), a Celesc informou que restabeleceu 98% do sistema elétrico de Santa Catarina, após a passagem do “ciclone bomba”, na última terça-feira.

06 Jul 2020 - 06h51Por Janici Demetrio
Região de Jaraguá do Sul ainda tem 1,5 mil unidades sem energia elétrica - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

Pelo menos 1,5 mil unidades consumidoras seguem sem energia elétrica nos quatro municípios de abrangência da Regional da Celesc de Jaraguá do Sul. Os dados constam no site da companhia e foram consultados por volta da 6h45 desta segunda-feira (6).  

Em nota divulgada na noite de domingo (5), a Celesc informou que restabeleceu 98% do sistema elétrico de Santa Catarina, após a passagem do “ciclone bomba”, na última terça-feira. São 300 equipes, compostas pelos 1.300 trabalhadores que estão nas ruas dia e noite. 

Áreas rurais do Planalto Serrano, Extremo Norte e Meio Oeste, assim como Garuva e a região da Grande Florianópolis, receberam equipes de reforços no fim de semana. Os técnicos foram deslocados de regiões onde a situação já foi resolvida. Os trabalhos continuam intensos  e o ritmo não deve diminuir até que todo o sistema elétrico catarinense esteja restabelecido. 

Na região de Jaraguá do Sul,  Guaramirim é o município com maior número de unidades sem energia nesta manhã de segunda-feira, são 898. Corupá tem 241, Jaraguá 329 e Schroeder 99.  Massaranduba, que pertence a Regional da Celesc de Blumenau, pelo menos 937 unidades seguem sem energia elétrica. 

Saiba como o trabalho dos eletricistas é realizado 

O atendimento da Celesc ocorre em diferentes etapas. O primeiro atendimento é prestado pelas equipes emergenciais, equipadas em camionetes com cesto aéreo, e sua principal função é eliminar o risco de acidentes à população. Elas também conseguem solucionar situações de menor complexidade. 

Já os casos mais complexos exigem atuação de equipes maiores, em caminhões com guindastes. São elas que substituem transformadores queimados, colocam postes danificados e reconstroem longos vãos de redes de distribuição. 

Em momentos de calamidade como o que vivemos, equipes de fiscalização também estão circulando em carros pequenos para levantar a quantidade de material necessário para recompor a rede. Portanto, se uma equipe da Celesc esteve em uma localidade, mas o sistema não foi religado, é porque o serviço exige a presença de outra equipe especializada, que logo chegará. 

Lembre-se: Para que o trabalho seja realizado no menor tempo possível, não basta a dedicação desses profissionais, mas é extremamente necessário que a população receba bem os eletricistas e dê a eles condições de trabalho para que resolvam a situação em suas comunidades. 
 

 

 

Matérias Relacionadas

Geral

Começa a visitação aos veículos do leilão em Jaraguá

O leilão será online e os interessados poderão visitar o pátio de veículos para avaliar os lotes
Começa a visitação aos veículos do leilão em Jaraguá
Política

Prefeitos de Schroeder e de Guaramirim acertam detalhes sobre a obra da rua Rio de Janeiro

Obra será custeada por meio de emenda parlamentar do deputado federal Carlos Chiodini destinada a Guaramirim.
Prefeitos de Schroeder e de Guaramirim acertam detalhes sobre a obra da rua Rio de Janeiro
Geral

Com previsão de frio intenso, Prefeitura de Jaraguá monta Plano de Atendimento

As ações iniciam nesta terça-feira (27), com orientações e sensibilização às pessoas em situação de rua, com as equipes da Assistência Social, Saúde, Defesa Civil, Bombeiros Voluntários e Polícia Militar.
Com previsão de frio intenso, Prefeitura de Jaraguá monta Plano de Atendimento
Geral

Pesquisa vai traçar o perfil da população idosa de Jaraguá do Sul

O diagnostico do idoso já conta com 900 entrevistas e segue até o mês de setembro
Pesquisa vai traçar o perfil da população idosa de Jaraguá do Sul
Ver mais de Geral