GERAL

Receita pega 684 quilos de cocaína em carga de exportação no porto de Santos

20 Fev 2019 - 11h20Por Luiz Vassallo e Julia Affonso

A Alfândega da Receita Federal no Porto de Santos (SP) frustrou, nesta terça, 19, a tentativa de envio ao exterior de 684 quilos de cocaína. A droga estava dividida em tabletes, agrupados em 23 bolsas pretas escondidas em "big-bags" (grandes sacas para acondicionar granéis). A carga regular dos "big-bags" era de corindo artificial - mineral a base de óxido de alumínio - e seu destino era o porto de Antuérpia, na Bélgica.

Segundo a Assessoria de Comunicação Institucional da Receita, a seleção da carga para conferência é resultado da análise de risco baseada em critérios específicos, inclusive fazendo o uso de imagens não intrusivas - obtidas por meio do escaneamento de contêineres.

Essa inspeção contou com o apoio de um cão de faro da Alfândega, "que sinalizou positivamente quanto à contaminação da carga". Os auditores suspeitam da técnica criminosa denominada 'rip-on/rip-off', em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores.

A droga interceptada pela Receita foi entregue à Delegacia de Polícia Federal de Santos, que dará prosseguimento às investigações.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Jaraguá terá novas medidas contra covid-19 a partir de 1º de março

Medida terá validade por 15 dias
Jaraguá terá novas medidas contra covid-19 a partir de 1º de março
Saúde

Com mais um registro, chega a 127 o número de mortes por covid-19 em Jaraguá

A taxa de ocupação dos leitos exclusivos para a covid-19 segue em 100% na enfermaria e UTI adulto. Pelo menos 1.088 pessoas seguem em tratamento no município. 
Com mais um registro, chega a 127 o número de mortes por covid-19 em Jaraguá
Geral

SC tem previsão de chuva intensa no fim de semana

Alerta segue especialmente de Laguna a Itapoá, médio e baixo Vale do Itajaí
SC tem previsão de chuva intensa no fim de semana
Geral

Igrejas devem suspender missas e atividades presenciais, conforme Decreto Estadual

Neste momento, a Diocese de Joinville incentiva as igrejas católicas a continuar com as transmissões das Santas Missas pelas redes sociais
Igrejas devem suspender missas e atividades presenciais, conforme Decreto Estadual
Ver mais de Geral