Interesse Habitação
Geral

Quatro pessoas morrem eletrocutadas em desfile de escola de samba em Santos

12 Fev 2013 - 17h29

Quatro pessoas morreram eletrocutadas durante o desfile da Escola de Samba Sangue Jovem, na Passarela do Samba Dráusio da Cruz, na zona noroeste de Santos, no litoral paulista. O último carro alegórico que já estava na área de dispersão esbarrou em um fio de alta tensão e pegou fogo.


Três homens da ala de força (que empurravam o carro alegórico) morreram na hora. São eles Wictor  Ferreira, 29 anos, Ludenildo da Silva Militão, 25 anos, e Leandro Monteiro, 27 anos. Uma moça de 19 anos que estava na calçada e tentou ajudar, Mirela Diniz Garcia, também foi atingida pelo choque. Ela chegou a ser levada ao pronto-socorro, mas não resistiu.

Devido ao acidente, que ocorreu por volta da 1h20 desta terça-feira (12), a prefeitura, em conjunto com a Liga das Escolas de Samba de Santos, decidiu suspender os desfiles das últimas três escolas do Grupo Especial que se apresentariam em seguida, assim como todas as outras atividades de carnaval.

De acordo com informações da assessoria de imprensa, a prefeitura de Santos está prestando todo o auxílio aos parentes das vítimas. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas e todas as vistorias necessárias já foram feitas.

AGÊNCIA BRASIL

Matérias Relacionadas

Corupá

Acidente de trabalho movimenta os Bombeiros de Corupá

Os Bombeiros foram acionados no bairro Seminário
Acidente de trabalho movimenta os Bombeiros de Corupá
Schroeder

Jovem cai de uma altura de aproximadamente três metros em Schroeder

A ocorrência aconteceu no bairro Sossego
Jovem cai de uma altura de aproximadamente três metros em Schroeder
Geral

SINE divulga vagas de emprego disponíveis em Jaraguá do Sul

Interessados devem comparecer à agência Sine em Jaraguá do Sul, no piso térreo da Rodoviária
SINE divulga vagas de emprego disponíveis em Jaraguá do Sul
Brasil

Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação

A efetivação da proposta, no entanto, dependem de complexas regulamentações. A lei segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro
Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
Ver mais de Geral